UE acusa Facebook de prover informações falsas na compra do WhatsApp

Segundo o órgão regulador, o empresa violou regras de procedimento para a aprovação de fusões


Facebook

Facebook Foto: Wired

A União Europeia acusou o Facebook de fornecer "informações incorretas ou enganosas" para investigadores que estavam analisando a compra do aplicativo WhatsApp, em 2014.

A Comissão Europeia, o órgão regulador da competição da UE, acusa o Facebook violou regras de procedimento para a aprovação de fusões.

A empresa tem até o fim de janeiro para responder às acusações. Caso perca o processo, o Facebook pode receber multa de 1,0% de sua receita mundial, afirmou a Comissão em comunicado. Fonte: Dow Jones Newswires. Com informações do Estadão Conteúdo.

Fonte: Noticias ao Minuto

Próxima notícia

Dê sua opinião: