“Rota das Chuvas” da SDU Leste monitora pontos de alagamentos na região

Ação tem intuito de agir preventivamente para minimizar maiores transtornos


Foto

Foto Foto: SDU Leste

Nos últimos meses a prefeitura de Teresina tem agido de forma preventiva, realizando ações para evitar o alagamento das ruas em decorrência do acúmulo de lixo e vistorias monitoradas durante ou após o período chuvoso em regiões da zona Leste. Os serviços visam garantir o perfeito escoamento das águas pluviais e impedir que o material sólido retido durante as chuvas cause maiores transtornos.


Intensificando o trabalho, a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste), por meio da Gerência de Serviços Urbanos, está atuando na chamada “Rota das Chuvas”, monitorando as áreas mais críticas da região, onde há mais incidência de alagamentos.


O gerente de Serviços Urbanos da SDU Leste, Renato Lopes, explica que as equipes de limpeza estão aplicando ações de zeladoria nas galerias e boca de lobo, retirando entulhos e lixos que são descartados incorretamente nas avenidas, ruas e espaços públicos.


“A nossa equipe de limpeza está atualmente limpando as galerias dos bairros São Cristóvão (Maloca), Recanto das Palmeiras e São João, onde estão localizadas as partes consideradas mais baixas da região. Nessa ação, providenciamos a limpeza dos bueiros com a finalidade de desobstruir a passagem e facilitar o escoamento das águas das chuvas para evitar alagamentos e maiores transtornos aos moradores”, informou Renato Lopes.


Além disso, equipes da Gerência de Obras também fazem um monitoramento eficiente, percorrendo pontos da cidade e tomando todas as providências necessárias. “Quando a chuva acaba, geralmente uma equipe da limpeza ou um técnico da Gerência de Obras percorre os pontos que tiveram alagamentos inconstantes ou, por exemplo, uma árvore que caiu e prejudica o trânsito no local. Nosso principal objetivo é diminuir os transtornos”, contou o novo superintendente João Pádua.


Por outro lado, a prefeitura detecta, constantemente, o descarte incorreto de lixo em áreas públicas, verdes e de preservação ambiental. Sobre isso, o superintendente João Pádua também alerta a população para a importância de evitar o acúmulo ou descarte irregular de lixo em áreas de proteção ambiental.


“O nosso maior intuito, neste aspecto, é promover a conscientização das pessoas para que elas se sintam mobilizadas a participarem conosco das limpezas nos bairros. Juntos podemos trabalhar com ações mais direcionadas com a finalidade de manter a nossa região mais limpa. Solicitamos também o apoio da população no sentindo de fazer o acondicionamento do lixo da maneira correta e também em evitar despejar materiais em praças e no meio de ruas e avenidas”, completou.


A Superintendência conta sempre com a colaboração da população no trabalho de conservação desses espaços. Nesse sentindo, a comunidade pode ajudar o órgão com informações ou denúncias sobre descarte incorreto de lixo domiciliar ou material sólido pelos números (86) 3215-7875 e 7874 ou pelo aplicativo Colab.

Fonte: PMT

Próxima notícia

Dê sua opinião: