COVID-19

Mais de 25% das internações por Covid-19 em Teresina são de pacientes de outras localidade

Somente nos primeiros dias do mês de maio, Teresina registrou 42 internações de pessoas residentes em outros municípios,


Leitos para pacientes com coronavírus

Leitos para pacientes com coronavírus Foto: Divulgação

Uma porcentagem de 25,12% das internações por suspeita de COVID-19 em Teresina são de pacientes vindos de outras cidades. Os dados, que abrangem o total de leitos públicos, privados e filantrópicos existentes na capital, correspondem ao período de março – quando iniciaram os registros da doença na cidade – até 13 de maio de 2020.

Segundo informações da Diretoria de Regulação Avaliação e Auditoria da Fundação Municipal de Saúde (FMS), até 13 de maio foram registradas 625 internações de casos suspeitos de infecção pelo novo Coronavírus nos hospitais de Teresina. Destas, 468 são de pessoas residentes na capital e 157 de outras cidades. “A maior parte das internações (142) são de pessoas do interior do Piauí, mas há também registros de 12 casos oriundos do Maranhão, dois casos de Rondônia e um do estado do Amazonas”, informa Manoel de Moura Neto, presidente da FMS.

Somente nos primeiros dias do mês de maio, Teresina registrou 42 internações de pessoas residentes em outros municípios, o equivalente a 27,1% dos 155 casos. Destes, 3% vieram de cidades do Maranhão, o que corresponde a quatro casos.

Segundo dados do Censo hospitalar da FMS, Teresina tem atualmente 584 leitos exclusivos para atendimentos de casos suspeitos de infecção pelo novo Coronavírus, sendo 419 leitos de enfermaria e 165 de UTI. Na data de hoje (18), a capital apresenta uma taxa de ocupação de 66,67% dos leitos de UTI destinadas a tratamento de pacientes diagnosticados com Covid-19. O levantamento revela ainda que 49,16% das enfermarias Covid-19 e 45,63% dos leitos de observação destas unidades de saúde estão ocupados.

Fonte: Ascom PMT

Próxima notícia

Dê sua opinião: