Firmino já havia falado em pedir apuração sobre causas do desastre no Parque Rodoviário

O prefeito esteve em toda área atingida, conversou com as vítimas e desconfia que o desastre tem culpado


O prefeito de Teresina, Firmino Filho, ajuda no socorro às famílias no Parque Rodoviário

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, ajuda no socorro às famílias no Parque Rodoviário Foto: PMT

Desde que as chuvas intensas e constantes deram sinais de que Teresina poderia enfrentar nova enchente, a Prefeitura começou a monitorar as áreas mais vulneráveis e fazer um trabalho preventivo. Agora, a PMT está retirando as famílias de áreas alagadas ou de risco e levando para abrigos e lugares seguros.

Na noite de quinta-feira passada (04.04), logo que soube do desastre, o prefeito Firmino Filho acionou seus auxiliares e foi, pessoalmente, ajudar no trabalho de assistência às vítimas e determinar o que deveria ser feito no Parque Rodoviário.

Na sexta-feira (05.04) Firmino Filho passou praticamente todo o dia no local do desastre com equipes da Prefeitura. O governador Wellington Dias também esteve lá e garantiu toda ajuda necessária para a administração municipal socorrer as vítimas. O Estado disponibilizou a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e outros órgãos para colaborar com a PMT.

O prefeito andou em todas as ruas e visitou as famílias atingidas. Numa dessa ruas, o prefeito foi abordado pelo jornalista Luiz Brandão, que buscava informações sobre o que estava sendo feito para ajudar os atingidos pelo desastre. Firmino parou e concedeu uma entrevista. Com muita segurança disse o que a PMT já estava fazendo e o que ia fazer.

Firmino classificou como uma grande tragédia o que ocorreu no e disse que as primeiras medidas adotadas foram para socorrer as vítimas, com alimentos, roupas, remédios e limpeza do lugar. A comunidade também recebeu solidariedade dos demais teresinenses.

O prefeito anunciou o cadastro das famílias atingidas para planejar que medidas serão adotadas para tenham moradia novamente. Disse que após o atendimento emergencial será feito um estudo com a participação de entidades com o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura para recuperar toda área atingida.

Durante a entrevista, Firmino lembrou que onde ocorreu o desastre não era uma área de risco, apesar dessas chuvas intensas que tem ocorrido em Teresina. Por isso, ele disse que estava avaliando até que ponto "essa tragédia não foi causada por negligência de terceiros". O prefeito, então, anunciou que ia pedir uma apuraracão mais rigorosa para punir possíveis culpados.

Fonte: Luiz Brandão

Próxima notícia

Dê sua opinião: