EDUCAÇÃO

Escolas em Teresina são notificadas pelo Procon por cobranças abusivas

De acordo com o MP, foram encontradas várias irregularidades, como a cobrança de 13 parcelas de mensalidades.


Procon-GO

Procon-GO Foto: Reprodução

O Ministério Publico do Piauí (MPPI) por meio do Serviço de Proteção ao Consumidor (Procon), realizou uma fiscalização nas escolas e constatou que alguns estabelecimentos da capital estavam realizando cobranças abusivas aos pais.

De acordo com o MP, foram encontradas várias irregularidades, como a cobrança de 13 parcelas de mensalidades, o correto seria a escola cobrar apenas 12.

O Procon elaborou uma relação de materiais que são proibidos de serem cobrados pelas escolas. Dentre eles estão, lixa, massa de modelar, medicamentos, papel higiênico, pratos descartáveis entre outros.

VEJA TAMBÉM:

Mestrado gratuito em gestão e regulação de recursos hídricos está com 243 vagas abertas

Escolas fechadas podem representar retrocesso de até quatro anos na aprendizagem

Alguns pais também afirmam que o material do ano passado não foi usado e nem devolvido. O Procon começou a realizar as fiscalizações no inicio dessa semana onde devem seguir até o final do mês.

Próxima notícia

Dê sua opinião: