APOIO

Áreas administrativas podem auxiliar no enfrentamento de crise nas empresas

Recursos Humanos, logística, marketing e financeiro são grandes aliados dos negócios


PRESIDENTE ROBERTHY BARBOSA

PRESIDENTE ROBERTHY BARBOSA Foto: Divulgação

Com o crescimento da pandemia do novo coronavírus muitas empresas estão sentindo os efeitos provocados pela crise econômica. A atual situação levou muitos empreendimentos a adotarem novas ferramentas de trabalho como o home office, comércio eletrônico, delivery e outros modelos de negócios para manutenção de vendas e serviços.

O presidente do Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI), Roberthy Barbosa, informa que o investimento em algumas áreas administrativas é um dos fatores fundamentais para o gerenciamento de crise nas empresas. "As áreas administrativas vão estar se sobressaindo nesse período de pandemia e pós-isolamento, pois tem essa grande facilidade de auxílio às empresas. Posso citar, por exemplo, a importância da área de Recursos Humanos que vai ser muito relevante nesse processo de recuperação. O gestor dessa área deve estar bem alinhado com as necessidades da empresa e analisar a situação de cada funcionário pensando em formas criativas para mantê-los incentivados e motivados nas suas atividades laborais", ressalta.

Outra área importante é a de consultoria, que gerenciam a reestruturação das empresas. A logística, responsável pelas demandas e garantia de entregas de produtos, e o setor de finanças, que administra de forma profissional evitando o colapso financeiro da organização. Roberthy Barbosa comenta ainda a importância do marketing como peça fundamental para trabalhar a imagem dos empreendimentos.

"As estratégias de marketing são muito necessárias para se sobressair à frente da concorrência. É imprescindível a restruturação de campanhas publicitárias e gerenciamento de redes sociais, por exemplo. Vai ser preciso planos estratégicos para a manutenção e diferencial das empresas no mercado de trabalho", finaliza o presidente do CRA-PI.

Fonte: Icone Comunicação

Próxima notícia

Dê sua opinião: