TRABALHO

Teresa Kodama publica artigo em revista sobre pets

O artigo tem o título "O respeito, o carinho e o amor aos animais" .


Tereza Kodama

Tereza Kodama Foto: Divulgação

Teresa Kodama escreveu artigo artigo publicado na  "REVISTA CASA DAS FLORES UNIFLORA EDIÇÃO 15 JULHO", na temática Pandemia X Pets. Quais ações tomar frente aos maus tratos do abandono de animais?

O artigo tem o título  "O respeito, o carinho e o amor aos animais" .

Não à crueldade animal .

Não ao abandono!

Teresa Kodama se sentiu honrada pelo convite de Léia Rodrigues e dos Editores da Revista Casa das Flores Uniflora para escrever um artigo e por este ter sido publicado em tão importante Revista.

Que seja motivo de conscientização das pessoas que todos os animais devem ser tratados com respeito, carinho e amor!

Todas as matérias da Revista são de grande importância para toda a sociedade.

É importante plantar sementes para que muitas flores cresçam e perfumem o nosso jardim e o nossos caminhos.

"REVISTA CASA DAS FLORES UNIFLORA EDIÇÃO 15 JULHO"

Nesta edição, recheada e criada com muito carinho às leitoras, trouxeram para reflexão de um tema, que com o inverno temos que ter uma atenção especial em nossa rotina diária. Muitas vezes, algumas coisas passam em branco, pelo caminho que fazemos.. O nosso olhar está em belas coisas "como as flores", bem como aqueles por vezes esquecidos "animais de abandonados", cães, gatos, filhotes e adultos perambulando em busca de um abrigo, necessitam de nosso acolhimento e pensando nisto, começamos a dialogar sobre este problema real de nossas cidades.

Que bom saber que existe no poder público (embora sejam poucas cidades) que têm um olhar para este problema. Damos inicio com uma Defensora desta causa tão nobre, Teresa Kodama e na próxima edição, a reportagem com prefeituras e instituições que desenvolvem ações de Adoção de Pets Adultos em SP. Foi lançado também um espaço para entrevistas, e tivemos a honra da participação do Podólogo Vinicius Maciel Dias, em uma conversa muito instrutiva.

Semear, germinar, cultivar e colher...a vida passa como o ciclo das flores.

Julho!!! Sol de geladeira quase todas as manhãs. Para comemorar o céu azul, com um frio, as flores ahhh!!!

As flores...

No caminho vamos perceber que está cheio delas.

Observar flores é também uma forma de oração.

Viver no tempo das flores!

O tempo das horas é implacável. Sobrepuja os domingos, o sol, as flores. O tempo das horas tem pressa: está quase na hora do almoço, jantar, reunião, estamos atrasados, larga este brinquedo, vamos ligeiro, acorda – dorme – acorda, bate o ponto, compra comida – faz comida – come rápido, corre com isso, com aquilo, vamos!

O tempo das flores é sereno. Supera o relógio, o cinza, o frio. Precisa de tempo para florescer: está quase na hora do jantar (podemos ficar mais um pouco?), vamos com calma, pode trazer o brinquedo, compra comida – tempera – saboreia, faz bolo, passa café, espera o neto, esquece a hora. Fica mais um pouco, filha!

O tempo das horas parou. Outro tempo floresceu.

O que imaginamos para cada um de nós? Que seguimos no caminho de mãos dadas – o que é, também, uma forma de oração.

Léia Rodrigues fala  sobre a criação da importante Revista!

"Tudo começou na verdade a muito tempo, onde um desejo de uma adolescente que gostava de escrever, cresceu e se tornou mulher, na verdade,  e à medida que fui crescendo, fui apreciando e vivenciando desde 2011, durante vários projetos que desenvolvi sempre envolvendo coisas que mais amo: educadora, literatura, animais e paisagismo e a referencia de grandes mulheres&meninas que fizeram e fazem parte do meu" jardim da vida" e como deixar de citar  "Catarina Hengles e Iracema H Rodrigues Pena, Lenice Simione in memoriam ",  e exemplo de muitas flores Natália Rodrigues, Maria Rodrigues, Sara Reis, Lica Andreoli, Raquel Carvalho, Fernanda Alves, Lúcia Bessa, Vania e Teresa Sudati, Ana Sparz, Loudes Tortosa, Maria Félix Fontele ,Cris Godoy, Thais Araujo, Leticia Ramos,Teresa Kodama, Patrícia, Pastora  Iracema, Elenita, Miralva, Sandra, Ana Carolina, Ana Claúdia, Virginia, Mônica, Rita, Malú...  ", mulheres inspiradoras,  generosas, estudiosas, habilidosas, competentes, empreendedoras, emponderadas, caridosas, corajosas. Em tantas histórias diferentes e únicas e, por isso, tão belas, algo em comum: um caminho de virtudes percorrido por mulheres que fizeram e fazem a diferença em suas famílias, comunidades e na vida de tantas pessoas que se deparam com seus exemplos e convívio.

A ideia era criar uma revista online grátis e medir um pouco o impacto que conseguia obter com essa publicação, ainda mais entrando na fase de pandemia, infelizmente tão presente em nosso meio, tornou-se mais aguçado ainda meu desejo. Após algumas (muitas) horas dedicadas comecei a ter a esperança de conseguir realizar este projeto visto que conseguiria elaborar de fato uma revista online grátis e  exatamente da forma que eu queria que a minha fosse, com o foco em Mulheres e Meninas.

Notei que o ideal seria reunir tudo o que cada uma destas Flores/Mulheres, além de muitas outras do meu jardim compartilhando o que elas fizeram ou o que elas fazem de melhor, mas isso seria teoricamente impossível em sintetizar tudo em um livro ...muitas histórias de vida.

Hoje , com recursos tecnológicos , a participação, apoio, envolvimento e engajamento de todas nós o que era impossível , pelo visto , não era.

Os meus planos consubstanciavam-se na criação de uma revista sobre temas relacionados somente a mulheres.

Essa revista teria de ser online para poder chegar a mais leitoras e, posto isto, teria de ser intuitiva, atraente e de fácil leitura para todos os que acessarem.

Para além disso, teria de ser fácil entendimento e linguagem direta e designer moderno, mas neste âmbito rs não sou propriamente um ás da informática ou do design e com o passar das edições novas flores abraçaram o projeto e a cada edição nos superamos, na edição, nos artigos, nas escolhas de imagens, nos temas e conteúdos  e por aí vai,,, procuramos viver a sororidade sim!

Mas para quem gosta de escrever, criar algo deste género pode tornar-se algo mais que prazeroso, assim,  focamos  todas as nossas energias na qualidade dos conteúdos, na riqueza da informação e na boa experiência que proporcionamos  a quem nos seguem e compartilhamos.

Considerando que as pessoas tendem a estar cada vez mais no mobile e esta particularidade é muito útil, já que coloca a nossa  Revista Casa das Flores Uniflora online de todas as pessoas que possuem um celular. A partir daqui, o céu é o limite.

"E a cada edição escolhi minha visão e escolhi ver não só a mim mesma, mas outras meninas e mulheres."

E você?

#vem #revistacasadasfloresuniflora #mulheres #meninas #sororidade #infomação #gratidão

Ler um grande prazer!!!".

Sintam-se envolvidos com as matérias contidas na Revista Casa das Flores Uniflora.

Próxima notícia

Dê sua opinião: