TREMOR

Novo terremoto atinge a Bahia nesta segunda-feira(31)

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o tremor de maior magnitude chegou a 4.6, e ocorreu às 07h44 do domingo.


Salvador

Salvador Foto: Divulgação

Entre o último domingo (30) esta segunda-feira (31), vários tremores de terra foram registrados no estado da Bahia pelas estações operadas pelo Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Os eventos foram sentidos principalmente em cidades do Recôncavo Baiano, baixo sul e Vale do Jequiriça. Não há registro de feridos.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o tremor de maior magnitude chegou a 4.6, e ocorreu às 07h44 do domingo. Apesar do epicentro ser entre o Recôncavo Baiano e o Vale do Jiquiriçá, o evento foi sentido em diversas áreas do estado, como Salvador e cidades das regiões sul e sudoeste da Bahia. Nesta segunda, outro tremor de terra de magnitude preliminar 3.5 ocorreu na região, às 3h42.

Dentre os municípios mais atingidos estão Amargosa, Berjões e Elísio Medrado, onde moradores já tinham feito relatos de tremores na manhã e na noite de domingo. A prefeitura de Amargosa identificou rachaduras na igreja na cidade e em pelo menos seis casas. Os impactos do evento foram sentidos principalmente na zona rural do município.

Em entrevista ao Portal G1, o secretário de Infraestrutura de Amargosa, Aedson Borges, afirmou que não é a primeira vez que terremotos são registrados na região. Segundo ele, os tremores acontecem porque o Recôncavo Baiano está em cima de uma região sísmica.

Em de julho, um terremoto de 3,5 de magnitude já tinha sido registrado no litoral sul da Bahia, na altura da cidade de Ilhéus.

É importante ressaltar que meteorologistas não monitoram terremotos, e sim geofísicos. As informações atualizadas dos tremores no Nordeste podem ser acompanhadas em: http://www.labsis.ufrn.br/

Sobre a Climatempo

Com solidez de 30 anos de mercado e fornecendo assessoria meteorológica de qualidade para os principais segmentos, a Climatempo é sinônimo de inovação. Foi a primeira empresa privada a oferecer análises customizadas para diversos setores do mercado, boletins informativos para meios de comunicação, canal 24 horas nas principais operadoras de TV por assinatura e posicionamento digital consolidado com website e aplicativos, que juntos somam 20 milhões de usuários mensais.

Em 2015, passou a investir ainda mais em tecnologia e inovação com a instalação do LABS Climatempo no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP). O LABS atua na pesquisa e no desenvolvimento de soluções para tempo severo, energias renováveis (eólica e solar), hidrologia, comercialização e geração de energia, navegação interior, oceanografia e cidades inteligentes. Principal empresa de consultoria meteorológica do país, em 2019 a Climatempo uniu forças com a norueguesa StormGeo, líder global em inteligência meteorológica e soluções para suporte à decisão.

A fusão estratégica dá à Climatempo acesso a novos produtos e sistemas que irão fortalecer ainda mais suas competências e alcance, incluindo soluções focadas nos setores de serviços de energia renovável. O Grupo segue presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 35 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país.

Fonte: Angela Ruiz

Próxima notícia

Dê sua opinião: