Olhe Direito!

Palavras-chave para o ano melhor


Palavra Chave

Palavra Chave Foto: Divulgação

Palavras são como pedras. Podem ser usadas para construir, mas também para agastar, destruir. Se bem lapidadas, pavimentam estradas e nos facilitam o acesso ao sucesso. Se brutas, espalhadas de modo aleatório, com ou sem dolo, podem causar danos a muita gente. Palavras podem ser tijolos para se fazer coisas boas ou armas para destruir.

Pensei bastante nisso nas últimas semanas ao refletir sobre o ano que passou e olhar para frente, mirando a esperança, fortalecendo minha confiança e me dando a tarefa de trabalhar para que 2022 seja melhor. Mas, antes de tudo, parece bom que a gente pense nas palavras, no quão elas podem ajudar ou, se mal postas, destruir.

Pensei em que devemos ter palavras-chave para um ano melhor. Pensei em algumas e considero que cada um de nós pode escolher as suas próprias palavras, ordenando-as conforme seus interesses e convicções, para buscar fazer 2022 um ano melhor.

Esperança é a minha primeira palavra-chave na construção de um ano novo melhor. Como podemos fazer algo de bom se não tivermos esperança de alcançar esse objetivo? A esperança é prima-irmã do sonho, a minha segunda palavra-chave, porque acredito que nenhum de nós pode fazer algo de bom se não sonhar e realizar, buscando sempre um novo sonho para realizar, imbuído por esperança sempre.

Se tenho esperança e sonhos, preciso ter confiança, a minha terceira palavra-chave para fazer um 2022 melhor. Sem confiança, a gente nem levanta da cama todos os dias, não planeja o futuro, nem tem forças para sonhar e ter esperança. E sem forças, a gente não trabalha – quarta palavra-chave que me move em todos os anos. O trabalho eu faço porque tenho esperança, sonhos e confiança de que possa fazer mais e melhor as coisas para mim e para as pessoas em meu redor, sejam a minha família, os meus amigos, os membros da comunidade ou das entidades das quais faço parte.

Se tenho esperança, sonhos, confiança e trabalho motivado por esses conceitos, preciso ser solidário – e assim, solidariedade é a minha quinta palavra-chave para um ano melhor. Não é possível esperar dias melhores, confiar no futuro, fazer coisas boas pelo trabalho e construir sucesso pelo sonho sem que a gente traga no coração a solidariedade – que, em um olhar bem aguçado, pode ser descrito como amar o próximo como a si mesmo, fazer algo por uma pessoa que sequer conhecemos, seu útil à nossa comunidade, sempre que necessário.

Espero que todos tenham suas palavras-chave para um ano novo melhor para si e para todos, porque não custa lembrar que a felicidade pessoal é uma coisa boa, mas felicidade e contentamento presente em todos é muito melhor.

Um feliz 2022 para todos!

Álvaro Fernando da Rocha Mota é advogado. Procurador do Estado. Ex-Presidente da OAB-PI. Mestre em Direito pela UFPE. Doutorando em Direito pela PUC-SP. Presidente do Instituto dos Advogados Piauienses.

Álvaro Mota

Álvaro Mota

Procurador do Estado e mestre em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. Álvaro também é presidente do Instituto dos Advogados Piauienses.
Próxima notícia

Dê sua opinião: