Marketing News

Para quais trabalhos os jovens são mais contratados?

Se você iniciou o processo como jovem aprendiz, provavelmente está ansioso para conseguir o seu primeiro emprego. Saiba mais!


Jovem Aprendiz

Jovem Aprendiz Foto: Imagem: Freepik

Se você iniciou o processo como jovem aprendiz, provavelmente está ansioso para conseguir o seu primeiro emprego. Diante disso, uma pergunta pode assolar a sua cabeça; para quais trabalhos os jovens são mais contratados? Quer saber a resposta para a sua pergunta? Então é só continuar nesse artigo!

Segundo alguns levantamentos, é perfeitamente possível descobrir para quais trabalhos os jovens são mais contratados. E a leitura desses dados é interessantíssima. Afinal, sabendo as prováveis áreas de atuação de um jovem aprendiz, é possível se preparar ou mesmo buscar vagas específicas. Nesse artigo, esclareceremos esse assunto.

Todas as empresas devem ter jovem aprendiz?

Ao falarmos que existe um certo padrão de vagas ocupadas pelos jovens aprendizes, é possível que você pense que nem todas as empresas podem oferecer oportunidade para os jovens. No entanto, esse pensamento não está errado.

Esse programa é regulamentado por lei. Por consequência, há alguns requisitos para que uma empresa possa oferecer oportunidade para os jovens. Segundo consta, médias e grandes empresas são obrigadas a enquadrar aprendizes na sua gama de funcionários.

Como consta o art. 429, caput e § 1º da CLT, a cota de aprendizes está fixa entre 5% no mínimo e 15% no máximo por estabelecimento. No entanto, essa conta é feita em cima do total de empregados, onde as funções demandem alguma formação profissional.

Quais estabelecimentos são obrigados a contratar aprendizes?

Como citado, há um padrão sobre para quais trabalhos os jovens são mais contratados. Sendo assim, isso dá a entender que apenas alguns estabelecimentos são obrigados a contratar aprendizes. No entanto, não é assim que acontece.

Conforme artigo 429 da CLT, estabelecimentos de qualquer natureza são obrigados a contratar e matricular aprendizes. Ademais, estabelecimentos que tenham pelo menos sete empregados contratados nas funções que demandam formação profissional, são obrigados a contratar aprendizes.

Dicas para um Jovem Aprendiz

Antes de saber para quais trabalhos os jovens são mais contratados, há outras informações adicionais que você precisa saber. Por exemplo, para conseguir o primeiro emprego, é fundamental que você esteja sempre de olho nas vagas oferecidas na sua cidade.

Além das grandes empresas, as médias também devem oferecer essa oportunidade. Sendo assim, sempre fique de olho nas seguintes instituições parceiras do programa jovem aprendiz;

  • CIEE;

  • NUBE;

  • Aprendiz Legal;

  • ISBET;

  • COLMEIA.

Eventualmente essas instituições podem postar alguma vaga para jovem aprendiz. Portanto, fique sempre de olho nos seus respectivos sites. Ademais, procure se cadastrar em cada um deles (se tiver na sua cidade) para ficar a par de todas as vagas.

Mas, para se cadastrar em qualquer uma dessas instituições parceiras, ao final do formulário, é necessário anexar um currículo. Sendo assim, aconselhamos que você aprenda a criar currículo de graça para aumentar as oportunidades de contratação.

Quais os trabalhos que mais têm jovens aprendizes?

É um percentual matemático. Afinal, obrigatoriamente empresas de grande porte devem ter no mínimo 5% de aprendizes no quadro de funcionários. Tendo esse conhecimento, fica mais fácil saber para quais trabalhos os jovens são mais contratados.

Segundo apontamentos, há dois segmentos que mais contratam jovens, sendo: indústria e Varejo. Contudo, o mais interessante a respeito desse assunto é que ambos os segmentos procuram criar um berço de oportunidade para os jovens.

Não é raro encontrar adolescentes que crescem dentro dessas empresas. Ou seja, começam embalando produtos, depois vão para o setor administrativo e, posteriormente, para o setor financeiro. A prospecção de crescimento dentro desses segmentos é bastante interessante.

Quais as profissões mais desejadas pelos jovens?

Em contrapartida, existem as áreas mais desejadas pelos jovens. Segundo alguns estudos e apontamentos, as áreas profissionais mais desejadas entre os jovens são:

  • Telecomunicações (39%)

  • Bancos (38%);

  • Mídia e entretenimento (35%);

  • Estatais (33%);

  • Varejo (8%).

É claro que nem sempre é possível conseguir aquela vaga de emprego desejada. No entanto, segundo algumas pesquisas, a grande parte dos jovens gostariam de iniciar a sua vida no mercado de trabalho no ramo de empresas de telecomunicações.

Quais empresas aceitam jovens aprendizes?

Muitas, já que a lei obriga que grandes empresas tenham uma porcentagem de funcionários destinada para jovens aprendizes. Mas, dentro da pesquisa mostrada acima, as empresas de telecomunicações que aceitam jovem aprendiz são:

  • Icomon;

  • Vivo;

  • Claro;

  • Tim;

  • Samsung;

  • Apple;

  • Huawei.

Agora, dentre os bancos, os que oferecem oportunidade para jovem aprendiz são:

  • Banco do Brasil;

  • Bradesco;

  • Itaú;

  • Santander;

  • Caixa Econômica Federal;

  • Safra.

Entre as empresas estatais que fornecem vagas de emprego para jovem aprendiz, podemos citar:

  • Correios;

  • Caixa Econômica Federal;

  • Banco do Brasil;

  • Petrobras;

  • BNDES;

  • IMBEL.

Qual a melhor empresa para trabalhar como Jovem Aprendiz?

Essa é uma pergunta cuja resposta é bastante relativa. Aquilo que foi bom para uma pessoa, não necessariamente será bom para você. Portanto, a melhor empresa para se trabalhar é aquela do qual você se sente bem e valorizado.

No entanto, não podemos deixar de salientar a importância de procurar uma empresa que ofereça possibilidade de crescimento. Ademais, sempre preze por uma instituição que lhe assegure todos os direitos previstos por lei.

Sendo assim, tenha a garantia de que você está trabalhando para uma empresa ética e respeite todos os seus direitos e deveres. Lembre-se de que não é porque você é jovem aprendiz que você é isento de direitos. Sempre opte por empresas idôneas e respeitem a sua individualidade.

Próxima notícia

Dê sua opinião: