Car Mais
CAR MAIS

Grife esportiva

Confira as novidades do mundo automobilistico


Renault Sandero GT Line

Renault Sandero GT Line Foto: Divulgação

Está chegando ao mercado a nova versão do Sandero GT Line, com visual esportivo assinado pela divisão Renault Sport – que entre outras atribuições é responsável pela equipe de Fórmula-1 da marca. O modelo é oferecido em duas opções de motor e câmbio, a 1.0 SCe de 82 cavalos com transmissão manual, com preço de R$ 57.390, e a 1.6 SCe de 118 cavalos com CVT X-Tronic, a R$ 73.290. A GT Line tem atributos que a diferenciam de sua versão de base, a Zen. 

Entre as novidades visuais do modelo estão o aerofólio traseiro, o aplique no para-choque de trás, os retrovisores na cor cinza, os faróis de neblina e a máscara negra nas lanternas. O toque esportivo do interior fica por conta do volante em couro e dos bancos exclusivos, com nova padronagem de tecido e bordado com a identidade visual da Renault Sport nos apoios de cabeça – eles são opcionais na versão 1.0 SCe. O painel de instrumento e as saídas de ar trazem detalhes na cor azul. 

Em termos de equipamento, a versão 1.0 traz todos os itens da Zen, como sistema multimídia com Android Auto e Apple CarPlay, quatro airbags, ar-condicionado, direção eletro-hidráulica, vidros elétricos dianteiros e travas elétricas e rodas de liga leve de 15 polegadas – com opção de rodas de 16 polegadas. A 1.6 CVT X-Tronic acrescenta vidros elétricos traseiros, retrovisores elétricos e novas rodas de liga leve de 16 polegadas. A linha Sandero foi reestilizada no ano passado trazendo novo design, mais conforto e segurança sem abrir mão das qualidades reconhecidas pelos clientes, como amplo espaço interno, robustez e baixo custo de manutenção.
Fiat 500 La PrimaOs predicados da prima
Dando continuidade ao sucesso da edição numerada do novo 500 conversível La Prima, apresentada em março, em Milão, a gama do subcompacto da Fiat começa a se expandir com a segunda série de lançamento do hatchback elétrico.

 Ela combina de forma inteligente a alma elétrica e sustentável da terceira geração do modelo com o design inconfundível do símbolo da Fiat, típico dos melhores produtos “Made in Italy”. Com linhas mais suaves e arredondadas em comparação à geração anterior, o novo 500 La Prima mantém a sensação alegre do “Cinquecento”, um ícone com traços únicos na indústria automotiva global, trazendo uma necessária leveza em contraponto à crescente complexidade – e, às vezes, limitações – de se dirigir na cidade. Junto com o sistema de carregamento EasyWallbox, o La Prima custa 34.900 euros (salgadinhos R$ 205 mil, sem contar os impostos de importação). O motor tem potência de 87 kW (116 cavalos), proporcionando uma velocidade máxima limitada de 150 km/h e aceleração de zero a 100 km/h em 9 segundos, segundo a marca italiana. 

Aliado à alta tecnologia e sempre conectado, o novo 500 é equipado com frenagem de emergência automática, câmera traseira de alta resolução, sensores automáticos de luz externa, chamada de emergência e freio de estacionamento eletrônico. Além disso, vem ao mercado com os mais recentes sistemas avançados de assistência ao motorista, sendo o primeiro carro urbano equipado com direção autônoma de nível 2 (parcial). Desse modo, a tecnologia de monitoramento de câmera frontal consegue contemplar todas as áreas do carro. Em complemento, o sistema inteligente de controle de cruzeiro adaptativo freia ou acelera em resposta a qualquer obstáculo encontrado.
fábrica da Volkswagen em Puebla, no MéxicoA todo o vapor
Com a reabertura da unidade de Puebla, no México, nesta terça-feira, dia 16 de junho, todas as dezesseis fábricas da Volkswagen Passenger Cars em todo o mundo retornaram às atividades depois da paralisação devido à pandemia do coronavírus. “Somente para as fábricas europeias da marca, a Volkswagen compra cerca de 100 mil peças diferentes de seus fornecedores”, revela Andreas Tostmann, membro do Conselho de Administração da Volkswagen Passenger Cars, responsável pela produção e logística.

 Os trabalhos foram suspensos por cerca de seis semanas na Alemanha e na Europa e em torno de dez semanas na América do Sul – incluindo as fábricas de São Bernardo do Campo, Taubaté e São Carlos, no Estado de São Paulo, e São José dos Pinhais, no Paraná, todas no Brasil, bem como as argentinas em Pacheco e Córdoba –, enquanto a mexicana parou por onze semanas. Todas as fábricas da Volkswagen na China também retornaram à produção. Em conjunto com o Conselho de empresa, a VW desenvolveu um plano para a máxima proteção à saúde dos empregados.
Ford Mustang Mach1 2021Na velocidade do som
A Ford apresentou nos Estados Unidos a versão final do novo Mustang Mach 1, edição especial limitada do cupê fastback que voltará a ser vendida na América do Norte depois de dezessete anos. Inspirado no feito do piloto norte-americano Chuck Yeager, o primeiro a quebrar a barreira do som em um avião, o Mach 1 original foi criado em 1969 e superou duzentos e noventa e cinco recordes de velocidade e resistência nas pistas.

Como o primeiro, o novo Mach 1 faz uma ponte entre os modelos Mustang GT e Shelby, trazendo motor V8, aprimoramentos na aerodinâmica, na suspensão, no cockpit e com visual exclusivo. “Estilo marcante, grande aceleração e velocidade, o Mach 1 tem tudo. Esse é um daqueles Mustang especiais que realmente colocam um sorriso no rosto dos seus proprietários, entusiastas e fãs – incluindo eu. E nunca houve um momento melhor para trazer de volta o Mach 1 e torná-lo global”, comemora Jim Farley, diretor de Operações da Ford.

 Equipado com motor 5.0 V8 com mais de 480 cavalos de potência a 7 mil rotações por minuto e 58 kgfm de torque a 4.600 giros, o Mach 1 é uma justa homenagem ao modelo nascido há mais de cinquenta anos. O seu motor usa componentes revisados do Shelby GT350, como o coletor de admissão e o radiador de óleo do propulsor com capacidade 50% maior de refrigeração.
blindagem BMWCasca dura
A fabricante alemã traz para o Brasil o BMW Protection, programa de blindagem oficial da empresa, com testes e qualificações internacionais de qualidade. O programa é feito em conjunto com a SBR Blindagens, parceira selecionada por meio de um criterioso processo que considerou aspectos produtivos, regulatórios e de capacidade técnica. 

O BMW Protection respeita o nível de blindagem autorizado pelo Exército Brasileiro (NIJ-IIIA) e é certificado pelo Beschussamt – órgão do governo alemão responsável pela regulação de armas, munições e tecnologia de segurança. Todo o processo também foi validado pela engenharia da BMW afim de garantir a segurança, a qualidade e a performance dos produtos. O programa estará disponível em um primeiro momento para todas as versões da geração atual do modelo X3 lançado em 2018, com três anos de garantia na proteção de segurança. A blindagem é oferecida com preço inicial de R$ 79,9 mil em toda a rede autorizada da fabricante alemã no Brasil. 

O SUV X3 foi escolhido conforme pesquisa feita junto aos consumidores da marca por se tratar do veículo mais requisitado para serviços de blindagem dentre toda a frota da BMW circulante no país. “O BMW Protection segue o mesmo rigor de qualidade dos nossos veículos. A robustez dos testes aplicados somada à capacidade da marca de estar à frente ao ofertar o melhor da indústria trazem a confiabilidade fundamental para um item de suma importância para a fabricante, que não abre mão de sua tecnologia e de entregar o prazer de dirigir”, afirma Herbert Negele, diretor de Engenharia do BMW Group Brasil.
 Nissan LeafSem fazer fumaça
À medida em que as tecnologias avançam, a inovação cumpre um papel fundamental para melhorar a qualidade de vida das pessoas e, no contexto atual de pandemia mundial, a mobilidade elétrica se converte em uma aliada da sociedade. Uma grande comprovação disso está sendo observada no período de isolamento social, durante o qual a poluição do ar nas grandes cidades diminuiu, favorecendo o novo renascimento da mobilidade. 

Seguindo essa linha, um estudo feito pela Universidade de Harvard, em Massachusetts, nos Estados Unidos, associa a correlação existente entre a poluição do ar e a mortalidade pela Covid-19, devido à exposição em longo prazo por parte das pessoas a partículas muito pequenas que se encontram no ar. Por outro lado, em 2016, conforme a ONU, 90% dos habitantes das cidades respiraram um ar que não cumpria com os padrões de segurança estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde, atribuindo à poluição atmosférica a causa de um total de 4,2 milhões de mortes a cada ano.

 Por meio do desenvolvimento de alternativas seguras e inteligentes, consciente da necessidade de apostar no futuro da mobilidade elétrica, com zero emissão e zero acidente, a Nissan busca transformar a maneira como os carros são conduzidos, impulsionados e integrados à sociedade com sua visão “Nissan Intelligent Mobility”. A marca oriental conta com um legado de mais de setenta anos de evolução em carros elétricos, iniciado em 1947. Na época, em parceria com outras empresas, a montadora desenvolveu o Tama, o primeiro carro com motorização elétrica cujo nome fazia alusão ao local de sua produção, no Japão.

 Um claro exemplo do objetivo da Nissan rumo à eletrificação foi a chegada do Leaf, em 2010. Desde então, o carro 100% elétrico de produção em massa contribuiu para a redução de 2,1 milhões de toneladas métricas em emissões de gases de carbono. O modelo já teve mais de 470 mil unidades vendidas desde seu lançamento mundial. Atualmente, em segunda geração, o Leaf está à disposição na América Latina nos mercados do Brasil, da Argentina, do Chile, da Colômbia, da Costa Rica e do Uruguai.
cuidados com o carro no invernoPara não entrar em fria
Com a chegada do inverno em muitas partes do Brasil, alguns itens dos carros precisam de atenção redobrada para um bom funcionamento. Isso porque as temperaturas mais baixas afetam equipamentos como limpadores de para-brisa, pneus e componentes de partida do motor, por exemplo.
Bateria – é essencial verificar se há combustível no reservatório de gasolina de alguns modelos de veículos bicombustíveis. Em temperaturas mais baixas, a falta de gasolina aumenta o tempo de partida do motor, forçando a bateria e podendo provocar falhas no componente. É recomendado ainda deixar lâmpadas e rádio desligados enquanto o carro estiver parado.
Ar-condicionado - o inverno é um período no qual as doenças respiratórias ficam mais evidentes, sendo um dos fatores para o agravamento delas o uso do ar-condicionado. Durante a estação do frio, o componente é muito utilizado para desembaçar os vidros e melhorar a visibilidade do motorista, além de aumentar a temperatura dentro do carro. Sendo assim, para manter o bom funcionamento do veículo e cuidar da saúde dos ocupantes, é preciso se fazer a higienização e a troca do filtro de ar. O item, responsável por reter impurezas do sistema de ventilação, deve ser trocado a cada seis meses.
Pneus - para evitar possíveis acidentes, é preciso verificar as condições dos pneus, como a calibragem e o desgaste das bandas de rodagem. 

Com as vias molhadas, o carro pode ter uma aquaplanagem (quando a borracha dos pneus perde contato com o asfalto). Sendo assim, com o pneu descalibrado ou com sinais de desgaste, o risco de o motorista perder o controle do veículo é grande.
Palhetas - devido às chuvas constantes, o uso das palhetas do limpador do para-brisa é mais frequente. Por isso, é preciso checar se elas estão sem trincas e rachaduras na borracha ou se as extremidades estão cortadas – essa situação deixa um fio de água durante o movimento da palheta, aumentando o risco do suporte e a estrutura riscarem o vidro.
Freios - as chuvas e a neblina costumam aparecer nesse período, dificultando a visibilidade do motorista. Portanto, ter freios em boas condições garante a segurança do condutor no caso de paradas mais bruscas. É fundamental verificar a situação dos discos, das pastilhas e do fluído de freios para evitar imprevistos.

Fonte: Automotrix

Próxima notícia

Dê sua opinião: