Blog do Brandão

Blog do Brandão

TIRO NO PÉ

Se tentar barrar obras do governo em Teresina, Sílvio Mendes vai ter muito trabalho

Ao todo são foram selecionadas e aprovadas 88 obras do OPA 2023/2024, sendo 67 para Teresina e 21 para Parnaíba.

Por Luiz Brandão

Domingo - 12/05/2024 às 16:57



Foto: Divulgação O governador Rafael Fonteles autorizou mais obras do OPA
O governador Rafael Fonteles autorizou mais obras do OPA

Se tentar barrar as obras do Orçamento Participativo - OPA, do governo do estado, com ações judiciais, o ex-prefeito Sílvio Mendes vai abarrotar os tribunais de processos, porque quase uma centenas delas foi aprovada pelo governo do estado e a maioria já está em execução por toda a cidade. Todas serão concluídas até o final do ano.

Segundo a superintendente de Planejamento e Orçamento da Secretaria Estadual de Planejamento - Seplan, Adrianne Arruda, foram aprovadas 88 obras do OPA 2023/2024, sendo 67 para Teresina e 21 para Parnaíba. Dessas 88 obras aprovadas, 57 já foram entregues ou estão em execução, o que equivale a 64,77% do total. 

De acordo com o governador Rafael Fonteles, ao todo, o governo do estado vai investir através do OPA, R$ 55 milhões em 2024. O objetivo do governo é que 100% das obras estejam em execução ainda neste primeiro semestre e para conclusão até o fim do ano.

Na sexta-feira passada (10), antes de mais uma viagem em missão oficial ao exterior, o governador Rafael Fonteles autorizou mais seis obras do OPA 2023-2024 para Teresina e Parnaíba. O investimento será de R$ 940.140,36 e inclui reforma de centros esportivos, construção de praça, urbanização de áreas verdes e calçamentos.

As três obras autorizadas, na sexta-feira, para Teresina, são a reforma do Centro Esportivo da Vila Irmã Dulce, a urbanização de área verde no bairro e a construção de uma praça na ocupação Jardim do Vale. Em Parnaíba, as ações incluem construção de calçamento no bairro Sabiazal, recuperação de campo de futebol Bebedouro e infraestrutura de acessibilidade. 

Obras do OPA em Teresina estão incomodando o ex-prefeito Sílvio Mendes 

Entenda o caso

Há cerca de duas semana, o ex-prefeito Silvio Mendes ingressou com ação na Justiça contra o pré-candidato petista a prefeito de Teresina, deputado Fábio e a Associação de Moradores do Loteamento Parque Manoel Evangelista. Ele queria barrar a realização de obras do OPA naquela área da cidade.

A ação foi movida pelo União Brasil, partido de Silvio Mendes, e foi parar na 63ª Zona Eleitoral de Teresina. A ideia era barrar a realização de obras do OPA na cidade, sob a alegação se que elas seriam propaganda política eleitoral.

Mas a ação do ex-prefeito não prosperou. Na sexta-feira (10), o juiz Washington Luiz considerou o pedido é improcedente e decidiu manter as obras por entender que elas vão ajudar a população e com a suspensão delas as comunidades seriam prejudicadas.

Na decisão, o juiz da 63ª Zona Eleitoral também destacou que o Orçamento Participativo - OPA, programa do Governo do Estado, já existia antes do anúncio de Fábio Novo como pré-candidato e que as obras foram sugeridas pela população e irão beneficiar as comunidades.

Com a decisão, as obras, que incluem, por exemplo, a reforma do Centro Esportivo da Vila Irmã Dulce, que foi proposto pela entidade Juntos pela Vila Irmã Dulce e a construção de uma praça proposta pela Associação de Moradores da Ocupação Jardim do Vale, irão prosseguir normalmente.

Siga nas redes sociais
Luiz Brandão

Luiz Brandão

Luiz Brandão é jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí. Está na profissão há 40 anos. Já trabalhou em rádios, TVs e jornais. Foi repórter das rádios Difusora, Poty e das TVs Timon, Antares e Meio Norte. Também foi repórter dos jornais O Dia, Jornal da Manhã, O Estado, Diário do Povo e Correio do Piauí. Foi editor chefe dos jornais Correio do Piauí, O Estado e Diário do Povo. Também foi colunista do Jornal Meio Norte. Atualmente é diretor de jornalismo e colunista do portal www.piauihoje.com.

Compartilhe essa notícia: