Política

Wellington reúne a base governista e exige reação aos ataques da oposição

"Os deputados pediram a agenda e vou recebê-los com o maior prazer", disse W.Dias
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Alinny Maria 20/03/2018 17:23
Wellington Dias reuniu a bancada do governo na Assembleia Legislativa Wellington Dias reuniu a bancada do governo na Assembleia LegislativaFoto: Jorge Bastos/ PK

Atualizada às 20h22

Os deputados estaduais que integram a base do governo na Assembleia Legislativa ouviram muito. E vão ter agora que mostrar serviço e defender a atual gestão dos sucessivos ataques da oposição, principalmente em relação ao empréstimo contraído junto à Caixa Econômica Federal. A reunião a portas fechadas com o Wellington Dias (PT), começou por volta das 17h desta terça-feira (20), no Salão Azul do Palácio de Karnak, e durou mais de uma hora e meia.

Antes de fechar com os deputados, Wellington Dias falou aos jornalistas de que vai contestar todas as supostas inrregularidades apontadas relatório da Diretoria de Fiscalização da Administração Estadual do Tribunal de Contas do Estado.

O governador explicou que todos os trâmites foram lagais, inclusive a aplicação dos recursos da primeira parcela do empréstimo. E que a "reversão de receitas", ocorrida nessa operação, já foi realizada no governo que o antrecedeu (Wilson Martins - 2010-2014).

A audiência com os parlamentares aliados foi convocada pelo líder do Governo, deputado João de Deus (PT), para cobrar mais participação, sobretudo na defesa do governo das críticas dos adversários. Em pauta também o retorno dos deputados secretários, a saída dos vários suplentes, as pendências deles junto ao Executivo e outros assuntos ligados ao parlamento e ao governo.

“Os deputados pediram uma agenda e vou recebê-los com o maior prazer. O líder João de Deus me colocou que nós vamos ter agora o afastamento de alguns secretários que voltam para a Assembleia Legislativa e outros que eram suplentes que concluem os seus mandatos e tem uma pauta que a gente quer trabalhar antes do recesso que vai coincidir com o período eleitoral, provavelmente são esses temas que vamos estar tratando hoje”, explicou Wellington Dias, que marcou para o dia 2 de abril, a exoneração dos secretários e posse dos substitutos.

Presentes no karnak, João de Deus, Ismar Marques (sem partido), Júlio Arcoverde (Progresistas), Cícero Magalhães (PT), Fabio Xavier (PR), Hélio Isaías (PTB), Antonio Félix (PSD), Mauro Tapety (MDB), Janaina Marques (PTB), Francis Lopes (PRP), Limma (PT), Georgiano Neto (PSD), Flora Izabel (PT), Belê Medeiros (Progressistas), Henrique Rebelo (PT), Flávio Júnior (PDT), João Mádison (MDB). B. Sá (Progressistas), Dr. Hélio Oliveira (PR), Evaldo Gomes (PTC), Nerinho (PTB), Liziê Coelho (sem partido), Fábio Novo (PT), além dos secretários de Estado do Governo, Merlong Solano; da Administração e Previdência, Franzé Silva, e de Comunicação, João Rodrigues, e do procurador-geral do Estado, Plínio Clerton.

Reunião no Palácio de Karnak com os deputados estaduais aliados
Reunião no Palácio de Karnak com os deputados estaduais aliados [Foto: Jorge Bastos/PK]

Comentários