Política

Wellington crítica e ministro promete alterar reforma da Previdência; veja as propostas

Governador avaliou como "explosivo" colocar nas costas do pobre mais esse sacrifício, como a idade mínima de 70 anos
Fonte: Paulo Pincel 20/02/2019 15:56
Wellington Dias fala durante o Fórum de Governadores em Brasília Wellington Dias fala durante o Fórum de Governadores em BrasíliaFoto: CCom

O governador do Piauí Wellington Dias propôs e o ministro da Economia, Paulo Guedes, acatou duas alterações na proposta de reforma da Previdência, encaminhada na manhã desta quarta-feira (20) ao Congresso Nacional e apresentada durante o III Encontro dos Governadores do Brasil, no Centro Cultural do Banco do Brasil, em Brasília.

Veja a proposta de Reforma da Previência proposta pelo governo Bolsonaro

"Quando se coloca um aumento da idade para 60 anos e redução no valor do benefício para um grupo que já é necessitado socialmente, isso é muito explosivo. Na verdade, é colocar nas costas dos mais pobres o peso do sacrifício, de forma acima de outro setor que tem salário. É uma coisa que pode estragar as negociações. Por isso, comecei pedindo para retirar isso da reforma”, adiantou.

Governador Wellington Dias no Fórum de Governadores
Governador Wellington Dias no Fórum de Governadores

Wellington pediu a manutenção dos benefícios concedidos a pessoas com deficiência, de baixa renda ou idosos, por exemplo, atendidos pela rede de proteção social. Dias citou o Benefício de Prestação Continuada.

“Destaco como relevante a iniciativa do ministro Paulo Guedes e do Secretário Nacional Rogério Marinho de comparecer a uma agenda do Fórum dos Governadores. É um momento oportuno para discutirmos essa e outras pautas relevantes, mas já chamei a atenção e destaquei que já vi muita tentativa de reforma ser estragada em razão de alguma coisa que coloque a carga para a parte mais pobre”, alertou.

Reunião do Fórum de Governadores em Brasília
Fórum de Governadores em Brasília

Colapso

Aproveitando a presença de Paulo Guedes no Fórum de Governadores, Wellington Dias pediu uma atenção especial e emergencial aos estados, que atravessam uma grave crise financeira há quase uma década, o que obrigou a pelo menos sete governadores decretarem o colapso nas finanças dos estados que administraram.

"Precisamos pensar no futuro, mas também temos que tratar o emergencial e levantei a situação de muitos estados que estão hoje sem pagar salários. Há a necessidade de encontrar uma alternativa e o ministro defendeu o fundo de equilíbrio e, dentro do esforço de ajuste, ter antecipação. Esse já é um caminho, mas ficou de o secretário nacional apresentar uma proposta sobre esse tema”, considera.

Governador Wellington Dias no Fórum de Governadores
Wellington Dias conversa coms os jornalistas
FOTOS: CCOM

Comentários

Apoio: