Cultura

Vinte anos do Boca da Noite é aberto com show de três músicos piauienses

Fonte: SECULT | Editor: Redação 09/05/2017 10:47
Boca da Noite Boca da NoiteFoto: Secult

O projeto Boca da Noite está completando 20 anos e, para abrir a temporada de shows de 2017, três veteranos músicos piauienses dividem o palco nesta quarta-feira (10), a partir das 19 horas, no espaço Osório Jr, no Club dos Diários. Neste ano, o projeto se estende para mais nove cidades do interior do Piauí, descentralizando o acesso à cultura e valorizando o talento dos artistas piauienses.

Amanhã, se apresentam os músicos Jorjão, JeroSeixas e Edvaldo Nascimento, já reconhecidos no cenário da música piauiense. Além da música, eles têm em comum outra característica: ambos já passaram pela coordenação do projeto Boca da Noite, uma realização do Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Cultura – Secult.

“O Boca da Noite já faz parte do calendário de eventos da cidade e é uma vitrine da música piauiense. Neste ano, todos os segmentos da música foram contemplados depois de passar por uma seleção criteriosa”, diz o músico JeroSeixas, ou Jerônimo da Rocha Santana, que integra os quadros da Secult e, nos palcos, interpreta canções de Raul Seixas e de artistas piauienses.

Junto com ele, Edvaldo Nascimento – que gravou vários CDs ao longo de sua carreira – e Jorjão, que também tem composições já reconhecidas pelo público. Neste ano, foram abertas inscrições para dez cidades piauienses, incluindo Teresina, que recebeu 83 inscrições e, destas, foram selecionados 27 artistas, que vão se apresentar ao longo do ano.

Na próxima quarta-feira (17), quem se apresenta é a banda Fullreggae. No interior do Estado, a primeira cidade a receber o projeto é Parnaíba, que terá show com a banda Cabesativa neste sábado (13), no Complexo Porto das Barcas. Para o interior do Estado, foram selecionados 48 artistas.

O PROJETO – Neste ano, o projeto se estende para mais municípios do interior do Piauí. No total, são dez cidades: Parnaíba, Piripiri, União, Teresina, Floriano, Oeiras, Picos, São Raimundo Nonato, Bom Jesus e Corrente.

Em Teresina, é realizado um show por semana, sempre às quartas-feiras, e uma por mês nas cidades do interior. O grande objetivo do projeto é fomentar, incentivar e divulgar a música piauiense. Os shows são sempre abertos ao público e já fazem parte do calendário de eventos da Secretaria Estadual de Cultura.

“O projeto Boca da Noite já é consagrado entre os artistas piauienses e conquistou o público. Neste ano vamos expandir ainda mais para outros municípios do Norte e Sul do Estado. É uma forma de descentralizar a cultura e levar música de qualidade para todo o Piauí”, diz o secretário estadual de Cultura, Fábio Novo.

Cada banda ou artista selecionado recebe o equivalente a R$ 2 mil pelo show. Entre os critérios avaliados, está a presença, no repertório, de 60% de músicas autorais ou de compositores piauienses.

Comentários

Matérias Relacionadas