Educação

Uespi tem projetos contemplados pela Chamada Universal do CNPq

Foram submetidas 21.640 propostas de todo o país
Fonte: CCOM | Editor: Redação 15/12/2016 11:07
Campus da Uespi Torquato Neto, em Teresina Campus da Uespi Torquato Neto, em TeresinaFoto: Arquivo

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) divulgou recentemente o resultado da Chamada Universal de 2016, que investirá um total de R$ 188 milhões em cerca de 4.587 projetos de pesquisa para instituições de ensino superior de todo o país. A Chamada Universal tem por objetivo democratizar o fomento à pesquisa cientifica e tecnológica contemplando todas as áreas do conhecimento. Foram submetidas 21.640 propostas de todo o país. O Nordeste ocupa a terceira posição com maior número de propostas contempladas (917),que incluem três projetos da UESPI.

"Maternidade segura no Piauí: uma avaliação na qualidade de assistência ao parto", de autoria do Prof. Dr. Alberto Pereira Madeiro foi um dos três projetos da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) contemplados pela chamada. O projeto foi aprovado no faixa B (que corresponde a pesquisas com orçamento de até R$ 60.000,00). O valor financiado será investido para aquisição de material para o Núcleo de Pesquisa onde será desenvolvido e, ainda, bolsa de iniciação científica. A pesquisa, de abrangência estadual, inclui instituições de saúde de Teresina e de outras 14 cidades do Piauí, representativas dos 11 territórios de desenvolvimento.

"A aprovação do projeto no Edital Universal do CNPq fortalece as ações do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Saúde da Mulher (NUPESM). Desde 2009, o NUPESM tem desenvolvido pesquisas e atividades sobre saúde sexual e reprodutiva, algumas delas com fomento do Ministério da Saúde, FAPEPI, Secretaria de Política para as Mulheres e do próprio CNPq", afirma Alberto Madeiro.

Também da área de saúde, a Profa. Dra. Ana De Lourdes Sá de Lira receberá o valor de R$26.750,00 por seu projeto "Correção da má oclusão mordida cruzada anterior com o aparelho ortodôntico plano inclinado". O valor será destinado à compra de dois consultórios odontológicos para o atendimento ortodôntico das crianças em todas as etapas da pesquisa. O projeto será desenvolvido com crianças pré-escolares e escolares da rede pública municipal urbana de Paranaíba-PI. "Esta pesquisa será relevante pois enfatizará, mediante comprovação científica, que o plano inclinado poderá ser empregado para corrigir tanto as mordidas cruzadas funcionais e dentárias quanto as esqueléticas em idade precoce", afirma a pesquisadora que conta com a contribuição do aluno Vinicius da Silva Caetano, do bloco VI do curso de Odontologia.

Já o projeto da docente do curso de Biologia da UESPI em Floriano, Profa. Dra. Josiane Silva Araújo, foi concebido com a colaboração de uma equipe, composta por pesquisadores da Universidade Estadual do Piauí e Universidade Estadual de Feira de Santana. Intitulado “Caracterização e Evolução da Anatomia Foliar no Clado Stigmaphylloide (Malpighiaceae)”, a pesquisa pretende descrever os caracteres anatômicos foliares e elaborar uma chave de identificação ilustrada para os gêneros e espécies estudadas focando em caracteres macro e micro morfológicos vegetativos. O orçamento total do projeto foi de R$ 29.983,80, que será investido em despesas de capital e custeio. "A aprovação do nosso projeto de pesquisa pelo CNPq é algo que nos alegra e nos deixa lisonjeados. Ele foi elaborado com o auxílio de vários pesquisadores, com isso o mérito não é de uma única pessoa e sim da equipe inteira. Entendemos a aprovação como o reconhecimento da importância do nosso trabalho", afirma Josiane Silva.

Somados, os projetos totalizam mais de R$ 116.000, 00 de investimento em pesquisas desenvolvidas na instituição. Segundo o pró-reitor de pós-graduação, Prof. Dr. Geraldo Eduardo da Luz , a UESPI realizou workshops para melhor informar aos docentes acerca dos editais (CNPq, PPSUS ) e isso contribuiu para a aprovação dos projetos. " Esse resultado é muito importante institucionalmente, ele mostra que a qualificação do corpo docente possibilita o aumento da captação de recursos para o fomento de pesquisas", destaca.

Comentários

Matérias Relacionadas