Educação

Uespi recebe Observatório Internacional de Inclusão e Inovação Pedagógica

Projeto de parceria entre várias instituições, universidades públicas federais e estaduais de todo o Brasil e de fora do país
Fonte: CCOM | Editor: Redação 23/03/2017 09:49
Campus da Uespi Torquato Neto Campus da Uespi Torquato NetoFoto: Reprodução/Paulo Pincel

Observatório Internacional de Inclusão, Interculturalidade e Inovação Pedagógica foi apresentado na Universidade Estadual do Piauí, pelo Prof. Dr. Jânio Jorge Vieira. Trata-se de um projeto iniciado na Universidade Federal do Rio de Janeiro, que hoje agrega universidades em vários estados do país e também da Europa e América Latina. Através dele, pesquisadores buscam intervir nas instituições de modo a garantir mais inclusão nos modelos pedagógicos dos cursos.

“É um projeto que nasceu da parceria entre várias instituições, universidades públicas federais e estaduais de todo o Brasil e de fora do país. Ele visa trabalhar a questão da inclusão, interculturalidade e inovação pedagógica com o propósito de inserir cada vez mais as pessoas em todos os aspectos e em todos os níveis, olhar para os currículos, especialmente dos cursos de formação, para ver em que esses cursos estão contribuindo nesses 3 aspectos”, esclarece Jânio.

Ainda segundo Jânio, a proposta é de, ao observar as dificuldades das instituições, cada uma contribua para ajudar as outras. “A missão da universidade é promover o desenvolvimento da comunidade na qual está inserida e, o desenvolvimento deve ser promovido, considerando a inclusão e dando oportunidades educacionais às pessoas”, complementa. O Observatório foi criado em 2015, começando com pesquisadores de um laboratório de pesquisa da UFRJ. Depois disso, foram convidadas outras universidades e ele foi ganhando corpo através de reuniões virtuais e presenciais.

A vice-reitora da UESPI, Bárbara Melo, esteve presente na inauguração e exaltou o fato do professor Jânio se envolver em atividades de extensão e pesquisa desde sua entrada na instituição: “Neste observatório são 15 instituições até agora, dentre elas, 4 internacionais, e temos agora possibilidades de parceira e de integração a partir desse pontapé inicial que o professor Jânio nos traz. Por isso damos as boas vindas ao projeto, que vai contar com o nosso total acolhimento”, declarou.

Assim como Bárbara, o Pró-Reitor da PREX, Raimundo Dutra, também enfatizou a probabilidade de mais parcerias com outras instituições através do observatório. “Ele será uma organização que vai ter esse trabalho no tocante às temáticas de interculturalidade, gênero, entre outras, e vai servir de referência para o ensino, extensão e pesquisa. Além disso, também enriquece a universidade institucionalmente por se tratar de uma possibilidade de intercâmbio entre as 15 instituições parceiras, promove relações entre o professores da UESPI e pesquisadores de outras instituições”, afirma.

A UESPI também foi a escolhida, devido à sua forte representação em todas as reuniões anteriores através do professor Jânio, para sediar a próxima reunião presencial semestral do Observatório, que se dará nos dias 24, 25 e 26 de Maio e contará com os pesquisadores das outras universidades.

Comentários

Matérias Relacionadas