Educação

Uespi recebe maior evento sobre Afrodescendência da América Latina

O evento vai debater sobre literatura, história e culturas afro-brasileiras, indígenas e africanas de língua portuguesa
Fonte: CCOM | Editor: Redação 22/11/2017 09:14
Campus da Uespi Torquato Neto Campus da Uespi Torquato NetoFoto: Reprodução/Paulo Pincel

Consagrado como um dos maiores eventos acadêmicos que aborda a afrodescendência do Brasil e da América Latina, a quinta edição do África Brasil, promete abordar diversos assuntos relacionados a discussões sobre literatura, história e culturas afro-brasileiras, indígenas e africanas de língua portuguesa.

A programação destinada para todos os públicos, acontecerá no Campus Poeta Torquato Neto da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), entre os dias 22 a 24 de novembro desse ano. Nessa edição será discutido a temática “Narrativas e Cidadania”. O evento contará com profissionais e palestrantes de diversos países.

No primeiro dia (22/11) a solenidade de abertura acontecerá no Teatro 4 de Setembro – Praça Pedro II, as 18h, seguida pela conferência de abertura com o tema “ Narrativas da Cidadania em São Tomé e Príncipe”, com a Escritora e Jornalista, licenciada em Estudos Afro-Portugueses e Brasileiros pelo londrino King’s College (Universidade de Londres), Conceição Lima. Depois da conferência será realizado uma apresentação cultural, no espaço clube dos diários.

A Jornalista, Conceição Lima, explica que pretende trazer para o África Brasil uma visão da sua trajetória. “Eu irei trazer a minha experiência como jornalista, escritora e mulher. São Tomé nessa dupla posição e São Tomé africana, no concerto das literaturas e mundo. É um grande prazer e grande honra está aqui. O convite me honra muito e eu quero partilhar aquele momento com as pessoas que estiverem presentes, dar uma visão da minha trajetória e da relação entre as literaturas são tomenses do período antes da independência, e como que essas narrativas e cidadanias se situam no pós-independência”, afirma.

O debate sobre literatura afro-brasileira, história social dos quilombos, trabalho e resistência dos povos originários no Piauí e no brasil, serão realizados dia (23/11), das 8h ás 14h. Para esse dia, a ocasião também contará com 17 simpósios temáticos, oficinas e minicursos, que acontecerão das 14h às 18:30h. Na programação da noite, o evento trará exposição de artes plástica, espetáculos e lançamentos de livros.

No terceiro e último dia (24/11)serão realizados simpósios, palestras e mesas redondas voltadas para assuntos como: Berço da ciência / tecnologia; Filosofia africana; Mulheres negras: história de resistência e luta feminismos e feminismo negro em debate, entre outros. Os debates acontecerão durante manhã e tarde, nos horários de 8h às 18:30h .

Para o encerramento do evento, haverá sala de cinema – mostras de audiovisual temático (12h às 14h), grupo de dança Luzia Amélia “Mercado negro” (17:30 às 18h), e a Festa da beleza negra (20h).

Durante os dois últimos dias o evento contará com tendas temáticas, envolvendo assuntos como: Comunidades Quilombolas, Nações Indígenas, Terreiros, Artigos de moda e objetos de arte, IV Salão do Livro Universitário (SALIU) com lançamento e comercialização de livros e revistas.

A proposta é dar visibilidade a cultura de povos, trazendo presenças marcantes de quilombolas, indígenas, participações artísticas culturais.

Comentários

Matérias Relacionadas