Educação

Uespi promove palestra sobre “13 Reasons Why” e o jogo Baleia Azul

A atividade busca preparar os futuros profissionais para atuarem com a proposta da educação em saúde.
Fonte: CCOM | Editor: Redação 07/06/2017 11:27
Campus da Uespi Torquato Neto Campus da Uespi Torquato NetoFoto: Reprodução/Paulo Pincel

Com a proposta de abordar a prevenção do suicídio, com base na série de streaming “13 Reasons Why” (Os Treze Porquês) e o jogo online Baleia Azul, o curso de Psicologia da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), realiza palestra, no dia 21 de junho, às 18h, no auditório do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

O evento é voltado para os alunos da instituição e aberto ao público em geral e terá a participação das psicólogas Cinthya Selma Soares, Alinne Mayara Castelo Branco e Ana Rosa de Carvalho. A discussão será guiada por questionamentos realizados pelos estudantes levando em consideração dúvidas da população sobre a temática. Além disso, a atividade busca preparar os futuros profissionais para atuarem com a proposta da educação em saúde.

A professora de Psicologia da Uespi Ana Rosa de Carvalho destaca que temáticas como essa são importantes para serem debatidas, devido ao impacto social causado e que a proposta é abordar os pontos negativos de tanto da série, quanto do jogo, com a finalidade de orientar como se portar diante desse problema social que é o suicídio.

“Falar da série e do jogo é extremamente importante como uma ferramenta de prevenção do suicídio, visto que ambos potencializam ou despertam a ideação suicida”, pontua a professora. “A proposta é minimizar seus efeitos nocivos que podem sensibilizar pessoas que por diversos motivos podem estar vivenciando algum tipo de sofrimento e ver o suicídio como solução”, acrescenta Ana Rosa.

Série “13 Reasons Why”

Thirteen Reasons Why ( Os 13 Porquês) é uma adaptação da obra do escritor Jay Asher. A série, disponível na Netflix, programa de streaming (forma de transmissão online), produzida pela July Moon Productions, gira em torno de Clay Jensen, um estudante tímido do ensino médio que encontra na porta de sua casa uma caixa com sete fitas cassetes gravadas por Hannah Baker, sua amiga e paixão platônica secreta de escola. O jovem se surpreende ao ver o remetente, pois Hannah acabara de se suicidar. Nas fitas a jovem lista os treze motivos que a levaram a interromper sua vida, além de instruções para elas serem passadas entre os demais envolvidos.

A série ganhou grande repercussão nas redes sociais e teve muitos comentários positivos, por tratar de uma assunto tão sensível. Porém, profissionais da área da saúde advertem que a série pode ser negativa para quem já está enfrentando problemas emocionais e psicológicos.

Na série, a cena da morte de Hannah Baker é explicita e forte. O Manual de Prevenção do Suicídio para Profissionais da Mídia, elaborado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), aconselha que sejam evitadas descrições detalhadas do ato e do método utilizado, com o proposito de impedir que sirvam de gatilho para indivíduos em situação de risco.

Jogo da Baleia Azul

O jogo “Baleia Azul” consiste em uma série de desafios diários, enviados à vítima por um “curador”, pelas redes sociais. Há desde tarefas simples como desenhar uma baleia azul numa folha de papel até outras muito mais mórbidas, como cortar os lábios ou furar a palma da mão diversas vezes.

Em outra tarefa, o participante deve “desenhar” uma baleia azul em seu antebraço com uma lâmina. São 50 desafios ao todo, no final o jogador deve se matar. Os jogadores geralmente são crianças e adolescentes, público que passa mais horas nas redes sociais e são de fácil persuasão.

Comentários

Matérias Relacionadas