Brasil

Turistas devem atentar para tarifas nos táxis; denúncias de preços abu

turistas preços abusivos taxistas
Fonte: diariodonordeste 23/06/2014 09:03 - Atualizado em 29/10/2016 03:20
A chegada de milhares de turistas a Fortaleza para assistirem aos jogos da Copa do Mundo tem levado taxistas da Capital a aproveitarem o momento para cobrar valores abusivos ao transportar passageiros. Apesar do uso obrigatório do taxímetro, motoristas estão desligando o equipamento e estabelecendo taxas fixas que chegam a superar o valor cobrado em dias normais.

A prática, considerada ilegal, ocorre principalmente em determinados pontos da cidade, como nas proximidades da Avenida Beira-Mar, onde existe uma grande concentração de turistas, e na Arena Castelão, local onde ocorrem os jogos da Copa. Nestes casos, o cliente informa seu destino e logo fica sabendo o valor da corrida, antes mesmo de sair do seu local de partida.

Foi o que aconteceu com o servidor público Matheus Monteiro. Após o primeiro jogo realizado na Capital cearense, no sábado passado (14), entre Uruguai e Costa Rica, o usuário procurou um táxi e se deparou com preços bem acima do normal.

"Após a partida, procurei um táxi nas proximidades do Castelão para retornar ao Shopping Iguatemi, onde havia deixado meu veículo. Porém, após cerca de 15 minutos de espera, apenas um taxista parou e logo determinou que a corrida sairia por R$ 100", conta Monteiro. "Pensei que fosse custar R$ 40, mas o valor cobrado chegou a ser bem mais caro do que o previsto inicialmente", ressalta. Ele diz que por não aceitar o valor estabelecido, o motorista logo decidiu ir embora, voltando seguida com uma nova proposta. "Apareceu um uruguaio que também estava procurando um táxi para ir até o Aeroporto. O motorista ofereceu levar o estrangeiro por R$ 50, juntamente comigo para o Iguatemi, também pagando R$ 50. Ou seja, no final ele ganhou os R$ 100 dele", afirma.

O educador físico Ronner Távora também passou por uma situação semelhante. Ele conta que, nesta semana, tentou por 40 minutos pegar um táxi. Porém, mesmo após diversos veículos passarem pelo local onde estava, apenas um parou. "O motorista que me atendeu disse que todos os taxistas estavam indo atender os mexicanos que haviam chegado em um cruzeiro. Isso tudo para aproveitarem a oportunidade para cobrar valores sem o uso do taxímetro. Achei um absurdo", conta.

Punições

De acordo com o presidente do Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditaxi), Vicente de Paula Oliveira, os taxistas estão proibidos de cobrar valores acima dos marcados nos taxímetros dos veículos e, caso isso ocorra, pode resultar em punições ao motorista infrator. "Quem descumprir a legislação está sujeito ao pagamento de multa e até perda da concessão", afirma.

Usuários podem denunciar

Ele informa, também, que na tentativa de evitar a prática ilegal, a Prefeitura de Fortaleza e o Sinditáxi estão realizando blitze pela cidade. "Já recebemos algumas denúncias e estamos apurando os casos", ressalta Oliveira. O presidente do sindicato acrescenta ainda que uma corrida de táxi da Avenida Beira Mar até a Arena Castelão custa, em média, R$ 45 e R$ 62 na bandeira 1 e 2, respectivamente. "Os usuários podem denunciar. A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) é a encarregada pela fiscalização, mas ele também pode procurar os pontos de ajuda do Decon", ressalta Oliveira.

Comentários

Matérias Relacionadas