Polícia

Traição motivou sequestro de empresária em Pio IX

Mãe, filhas e sobrinha são acusadas de agressão, sequestro e cárcere privado
Fonte: Polícia Civil | Editor: Paulo Pincel 17/02/2018 10:01
Francisca Silvia é suplente de vereador em Pio IX Francisca Silvia é suplente de vereador em Pio IXFoto: Montagem

O delegado de Pio IX, a 449 Km ao Sul de Teresina, Aureliano Barcelos, investiga como crime passional a agressão, sequestro e cárcere privado da suplente de vereadora e empresária Francisca Silvia da Silva Alencar, 32 anos. Barcelos adiantou que as cinco mulheres - mãe, três filhas e sobrinha - que participaram dos crimes foram presas em Tauá, no Ceará, identificadas e liberadas. O crime ocorreu no começo da tarde de sexta-feira (16), no bairro Bulandeira, em Pio IX.

O delegado contou que ontem, por volta de 13h30, as mulheres chegaram num Chevrolet Onix, de cor vermelha. Invadiram a casa da vítima e a agrediram na frente de um filho adolescente. Francisca foi arrastada para o carro e levada para uma fazenda na zona rural de Pio IX, onde continuou apanhando até conseguir fugir e se embrenhar no mato.

“Uma hora depois, ela foi encontrada por um rapaz que a colocou num carro e levou de volta à cidade. Foi ao hospital para ser medicada, pois tinha escoriações e depois veio à delegacia prestar depoimento”, contou o delegado.

A polícia de Tauá foi informada do crime e da identidade das acusadas, todas parentes, que foram presas. Na delegacia, as acusadas relataram que a empresaria era amante do marido de uma das mulheres acusadas do sequestro. Neste sábado, o delegado continua ouvindo testemunhas do sequestro para concluir o inquérito. O sequestro ganhou grande repercussão em Pio IX. As redes sociais foram usadas pela familia e amigos da empresária para tentar localiza-la.

Comentários