Esportes

Tóquio reduz orçamento das Olimpíadas de 2020 em R$ 1,2 bilhão

A organização diminuiu os gastos mudando os métodos de construção e optando, em alguns casos, por sedes temporárias no lugar de definitivas
Fonte: UOL | Editor: Redação 07/11/2017 13:38
Olimpíadas de Tóquio 2020 Olimpíadas de Tóquio 2020Foto: MdeMulher

Tóquio reduziu em R$ 1,2 bilhão o orçamento para os Jogos Olímpicos de 2020, anunciou nesta terça-feira (7) um representante do evento, seguindo a linha do Comitê Olímpico Internacional (COI), partidário de diminuir os custos do evento. A organização diminuiu os gastos mudando os métodos de construção e optando, em alguns casos, por sedes temporárias no lugar de definitivas. "No total, conseguimos reduzir o custo das sedes em 41.300 milhões de ienes (R$ 1,2 bilhão)", indicou à AFP um responsável da cidade de Tóquio.

Isto significa que o valor total para a construção das sedes das Olimpíadas de 2020 passará de 224.100 milhões de ienes (1,7 bilhões de euros) para 182.200 mi de ienes (1,4 bi de euros). No ano passado, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, pediu para revisar o projeto de três sedes. Em junho, o COI agradeceu a iniciativa lembrando que os custos excessivos poderiam ser um motivo para as cidades desistirem do sonho olímpico.

"Economizar para os contribuintes está entre nossas prioridades", declarou o presidente da comissão de coordenação da Tóquio 2020, John Coates.

Roma, Hamburgo, Boston e Budapeste desistiram de organizar a edição de 2024 por conta da dificuldade de convencer os cidadãos, contrários ao gasto massivo para organizar um evento esportivo. Em setembro, o COI anunciou que Paris vai organizar as Olimpíadas de 2024 e Los Angeles a edição seguinte, em 2028.

Comentários