Brasil

TJ mantém bloqueio de R$ 300 mi da Samarco para vítimas em Mariana

Feito a pedido do Ministério Público em 2015 para o pagamento de indenizações, o bloqueio foi questionado em um recurso da mineradora
Fonte: Folhapress | Editor: Redação 21/11/2017 15:26
Samarco SamarcoFoto: Exame - Abril.com

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais decidiu manter o bloqueio de R$ 300 milhões da mineradora Samarco, retidos após o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), que matou 19 pessoas.

Feito a pedido do Ministério Público em 2015 para o pagamento de indenizações, o bloqueio foi questionado em um recurso da mineradora.

O julgamento foi acompanhado por cerca de 40 atingidos pelo rompimento, pessoas que perderam suas casas e contam com a verba bloqueada para receberem indenizações. Ao final, comemoraram a decisão e rezaram.

Parte do recurso (R$ 20 milhões) já foi liberada em razão do cumprimento de alguns acordos de compensação aos atingidos. A Samarco pagou, como uma antecipação da indenização final, R$ 100 mil às famílias dos mortos e R$ 20 mil para moradores que perderam suas casas, por exemplo.

O Ministério Público também liberou a verba bloqueada para compra dos terrenos onde serão reconstruídas as vilas atingidas e para financiar profissionais de assessoria aos atingidos, como assistentes sociais.

Comentários

Matérias Relacionadas