Política

Themístocles vê desequilíbrio e sugere psiquiatra a Firmino

Presidente da Assembleia tem sido alvo de ataques sistemáticos do prefeito
Fonte: TV Meio Norte/Paulo Pincel 02/02/2018 11:39
Themístocles Filho com Firmino Filho na Câmara Municipal de Teresina Themístocles Filho com Firmino Filho na Câmara Municipal de TeresinaFoto: Paulo Pincel

Alvo de ataques sistemáticos do prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), desde a reeleição do vereador Jeová Alencar na presidência da Câmara Municipal, no final do ano passado, o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Sampaio Filho (MDB), reagiu no mesmo tom da entrevista de ontem (1º/2) do tucano. Firmino que chamou a Câmara Municipal de Teresina de “puxadinho” da Assembleia.

Themístocles diagnosticou um desequilíbrio e sugeriu que um psiquiatra seja consultado sobre o problema do prefeito. “Queria pedir desculpa à população de Teresina pelo desequilíbrio do prefeito. Ele demonstra, mais uma vez, que não estava preparado para ser prefeito da Capital, demonstra total desequilíbrio. Pergunte a um psiquiatra, pois está acontecendo algum problema com ele. Siga aí o roteiro do governador Wellington, suas ações, o que ele está fazendo pelo Piauí, a sua sensatez em momentos difíceis”, sugeriu o deputado em entrevista à TV Meio Norte na manhã desta sexta-feira (02).

Themístocles Filho acredita que o rompante do prefeito, durante a abertua dos trabslhos na Câmara, se deve à pré-candidatura a governador do deputado estadual Luciano Nunes (PSDB). “O deputado Luciano lhe ajudou muito em todas as jornadas. O Luciano está se apresentando como alternativa de seu partido e até hoje você não abraçou o deputado Luciano para dizer que o apoia. Ele é um cidadão de bem. Eu não entendo o comportamento do prefeito. O problema do prefeito é que ele gosta de mandar mesmo. Ele encontrou no Jeová, e em muitos vereadores, aquele negócio de dar ordem. Não encontrou na câmara esse perfil. Prefeito, se o senhor quiser ser candidato é muito fácil, o senhor é 'dono' de seu partido, mas o prefeito não vai ser candidato a governador, não vai ser. O prefeito da Capital acha que é o dono de Teresina. O dono de Teresina é o povo”, acrescentou.

O presidente da Alepi lembrou que Firmino Filho contou com a ajuda do então PMDB para se eleger prefeito, isto é, se não fosse os votos do MDB, o prefeito da capital era o deputado estadual Dr. Pessoa (PSD).

“Ele andou na minha casa mais de dez vezes pedindo o meu apoio. Se acho que alguém não presta, nem ando na casa do cidadão, não vou pedir apoio. Prefeito, quer dizer que tudo que você estava dizendo na minha casa é uma tremenda mentira? Ele venceu as eleições por 4.802 votos. Só o vereador Zé Nito [MDB] teve mais de 6 mil votos. Se o MDB não tivesse votado nele, não era prefeito de Teresina”, ressaltou Themístocles Filho.

Comentários