Política

Themístocles alfineta Ciro: falta de prestígio em Brasília

"Eu acho que prestigio dele diminuiu muito”, disparou Themístocles em entrevista
Fonte: Paulo Pincel 02/01/2019 16:03
Ciro e Themístocles, lado a lado, na posse de Wellington Dias Ciro e Themístocles, lado a lado, na posse de Wellington DiasFoto: Paulo Barros/CCom

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, permaneceu calado esse tempo todo sobre as críticas dos Progressistas, comandados pelo presidente nacional do partido, senador Ciro Nogueira, de que há necessidade de mudanças no comando do Legislativo estadual. Passada as festas de final de ano, a paz na base do governo acabou. Agora é bateu levou.

Em entrevista aos jornalistas, Themístocles Filho rompeu o silêncio. O presidente disse que anda preocupado com o senador. “Acho que alguma coisa deve estar errada lá em Brasília. Ele tinha tanto prestígio em Brasília e agora está se preocupando com a Assembleia. Acho que está faltando esse alinhamento dele em Brasília, um maior prestígio lá em Brasília. Alguma coisa está acontecendo porque o cidadão dizer que A ou B deve ser presidente eu acho perfeitamente natural, mas, insistentemente, ocupar canais de TV e rádio, não acho. Eu tenho aqui o apoio e a simpatia do senador Marcelo Castro, mas, Marcelo não está toda hora em canal de televisão falando. Está faltando para o senador Ciro prestígio maior em Brasília. Eu acho que prestigio dele diminuiu muito”, disparou.

"Eu acho que quem é senador deve cuidar é do Senado. Fico até preocupado porque o cidadão é senador e não se preocupa muito com o Senado. O Ciro deve se preocupar é com o governo do Bolsonaro para ajudar o Piauí. O Marcos Aurélio eleito deputado federal nem posse tomou e já vai buscar ajuda para o Piauí. O governador terá um deputado federal em Brasília, na hora que ele precisar para ajudar o Piauí. É assim que penso. O senador deve se preocupar bastante com o destino do Senado Federal", completou.

A disputa, avalia Themístocles, não deve causar maiores estragos na base do governador Wellington Dias. "Vou dar um exemplo de uma disputa que aconteceu no passado. A diferença de dois votos e nem por isso criei nenhum obstáculo para o governador. Às vezes uma disputa é até natural. Melhor agora que são dois aliados. Não vejo dificuldades se tiver disputa na Assembleia não. Quando o governador precisou da Assembleia, em nenhum momento o deputado Themístocles Filho colocou dificuldades para aprovar projetos de interesse do estado. Sempre estive ao lado do Piauí e do governador para aprovar projetos de interesse do estado do Piauí. Esse é o jeito e a maneira do deputado Themístocles", ressaltou.

A Assembleia, destacou o presidente tem várias obras, citando a escola Cidasdão, Cidadã, para os filhos dos servidores, "que já foi considerada sexta melhor do Piauí. Conseguimos com os deputados uma universidade federal no Dirceu onde hoje é o Instituto Federal. Temos curso de pós-graduação. Tudo que podemos fazer, fazemos. Temos televisão, rádio e trabalhamos para que nossa televisão chegue ao maior número de município do interior. Esse projeto já está em andamento. Queremos é prestar serviços para a população".

Apoios

O deputado disse ficar feliz com as manifestações de apoio de alguns colegas. E citou algumas de suas obras como a Universidade Federal, que chegou ao Grande Dirceu, na zona Sudeste de Teresina.

“Hoje o Grande Dirceu tem uma Universidade Federal e foi graças a Alepi. Nós doamos o terreno que era da Assembleia e que hoje é o Instituto Federal no Grande Dirceu. Uma Assembleia sempre participativa, hoje a escola da Alepi que é do Sindicado dos Servidores da Assembleia, é a sexta escola do Piauí na classificação do MEC. A Alepi ajuda essa escola e eu fico feliz. São várias ações em benefício do Estado aqui na Assembleia”, destacou Themístocles Filho.

“Está tramitando um projeto que já está na Lei Federal para que TV Alepi em breve, esteja em todos os municípios do Piauí. Vamos ampliar a potência da Rádio Assembleia. Quando eu olho para Assembleia eu vejo as ações que o poder legislativo faz. E no tocante aos projetos do Executivo nunca a Assembleia e nem o presidente da Casa, colocaram dificuldades quando o projeto é para ajudar o Piauí”, concluiu o presidente.

Comentários