Educação

Teresina vai sediar reunião do Confap nesta quinta-feira

Piauí Hoje
Fonte: CCOM 24/11/2009 23:00 - Atualizado em 21/09/2016 04:14
Nos próximos dias 26 e 27 de novembro, Teresina será a sede do Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa - CONFAP. Presidentes das FAPs de todos os Estados brasileiros e do Distrito Federal estarão reunidos na capital do Piauí para importantes discussões e decisões. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí - FAPEPI será a anfitriã. O CONFAP tem como presidente o Prof. Dr. Mário Neto Borges, que é também presidente da FAPEMIG (Minas Gerais). O presidente da FAPEPI, Prof. Dr. Acácio Veras, é o vice-presidente do Conselho. O CONFAP tem entre outras finalidades coordenar e articular os interesses das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa, buscar a consolidação do espaço político-institucional das FAPs, contribuir para o aperfeiçoamento da Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, promover a articulação entre os organismos federais e as fundações estaduais. Vários temas estão na pauta da reunião do órgão, que tem sede em Brasília. Na pauta central, está a discussão organizativa da 4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação - 4ª CNCTI, que ocorrerá em Brasília, de 26 a 28 de maio de 2010. O presidente da FAPEPI, Acácio Veras, é um dos integrantes da comissão organizadora deste importante evento, que definirá políticas fundamentais em prol dos investimentos e desenvolvimento da CT&I nos Estados. O tema central da 4ª CNCTI é "Política de Estado para Ciência, Tecnologia e Inovação em vista ao Desenvolvimento Sustentável". Outro tema importante da reunião do CONFAP em Teresina será a discussão sobre o arcabouço legal e a interação com os órgãos de controle. "Esse assunto é muito relevante, pois iremos propor alterações para as leis que regem as ações das FAPs perante os órgãos de controle, como o TCE e o TCU, visando fluir melhor os projetos e programas; buscaremos mecanismos para tornar mais céleres e mais claras as ações com esses órgãos, para que as fundações não esbarrem em problemas com os tribunais de contas", explicou Acácio Veras. Os presidentes das fundações também debaterão e tirarão encaminhamentos sobre a avaliação dos programas realizados em conjunto com o CNPq, FINEP e CAPES. Entre os programas, estão o Programa Primeiros Projetos (PPP), Programa de Bolsa de Iniciação Científica Júnior (PIBIC-Jr.), Programa de Desenvolvimento Científico Regional (DCR), Programa de Pesquisa para o Sistema Único de Saúde (PP-SUS), entre outros. Esses programas beneficiam os Estados, com investimentos em pesquisa junto às instituições de ensino e pesquisa e com os pesquisadores. "A vinda de todos os presidentes das FAPs para o Piauí, pela primeira vez, tem um forte significado, que é o reconhecimento do esforço do Estado para investimento em CT&I. As atenções dos órgãos federais deste setor estarão todas voltadas para o Piauí e, consequentemente, para a FAPEPI, pois decisões importantes são definidas nas reuniões do Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa", disse o vice-presidente do CONFAP e presidente da FAPEPI, Acácio Véras.

Comentários

Matérias Relacionadas