Geral

Violência cresceu e Teresina registrou 322 homicídios em 2018

Santa Maria, na zona Norte, é o bairro mais violento da capital
Fonte: SSP-PI | Editor: Alinny Maria 09/01/2019 13:33
Homicídio na Cerâmica Cil Homicídio na Cerâmica CilFoto: Reprodução/WhatsApp

A Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) através do Núcleo Central de Estatísticas e Análise Criminal apresentou o relatório de dados comparativos sobre a criminalidade no Piauí. Segundo o relatório, o Piauí tem segunda melhor nota do Brasil na qualidade de dados criminais.

Os dados extraídos dia 7 de janeiro de 2019 mostram a quantidade de drogas apreendidas, roubos, roubos de veículos, crimes violentos letais intencionais e feminicídios. “Com esses dados é possível que façamos uma análise e uma interpretação que Há muitos desafios com certeza. E nós estamos de forma preventiva e cautelar trabalhando nisso. Estamos desenvolvendo um sistema de gerenciamento de riscos vai responder as perguntas sobre quem são, tanto o criminoso como o crime”, declarou o Secretário de Segurança Coronel Rubens Pereira.

Ainda conforme os dados, o Piauí registrou 613 homicídios em 2018, sendo que 322 foram em Teresina. Os dados revelam que 299 homicídios foram dolosos, 22 latrocínios (roubo seguido de morte) e uma lesão corporal seguida de morte.

Quanto aos bairros com o maior número de homicídios, Santa Maria, na zona Norte ocupa o primeiro lugar. Em segundo está o Pedra Mole, na zona Leste, seguido do Angelim, na zona Sul.

O relatório mostra ainda que 92,24% dos CVLIs foram na zona urbana. Além do Santa Maria, Pedra Mole e Angelim, o Centro e os bairros Parque Brasil, Promorar, Santo Antônio, Santa Rosa, Todos os Santos, Mocambinho, Satélite, Vale Quem Tem, Esplanada, Monte Verde, Portal da Alegria, São Joaquim e São Pedro concentram 51,52% dos casos.

O coordenador do Núcleo Central de Estatística e Análise Criminal (Nuceac), Delegado João Marcelo Brasileiro, apresentou dados do Piauí que chamaram atenção positivamente, na redução no número de crimes violentos letais e intencionais (CVLIs) considerável nos últimos quatro anos. Entre 2014 e 2018, os CVLIs reduziram em quase 30%. Com relação só ao ano de 2018, foram 613 crimes violentos letais e intencionais. "Já é a menor taxa desde que a SSP adota o monitoramento constante. Em 2014 nós tivemos 727 crimes violentos letais e intencionais", destacou coordenador do Nuceac.

“A redução do número de CVLIs mostra que estamos no caminho certo para a diminuição da criminalidade no estado no Piauí, o trabalho investigativo e ostensivo vem sendo feito pela polícia para diminuição dos pequenos roubos e assaltos que podem resultar em latrocínio. Uma das metas para nova gestão é trabalhar é trabalhar com estratégias que resultem na queda ainda maior desses números”, declarou o Delegado Geral, Luccy Keiko.

CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA OBTER MAIS INFORMAÇOES

VEJA O RELATÓRIO COMPLETO!

Comentários

Apoio: