Cidade

Teresina mais limpa: autuações do Lixo Zero têm diminuição de 65%

Diminuição na quantidade de autuações foi percebida em todas as zonas da cidade
Fonte: PMT | Editor: Redação 29/11/2017 16:05

Fiscais do Programa Lixo Zero perceberam significativas mudanças em locais considerados pontos críticos de descarte irregular de resíduos na capital. Em outubro, houve pouquíssimos casos de despejo de lixo, correspondendo a uma diminuição de 65% no número de autuações em relação ao mês anterior.

De acordo com o coordenador do Programa Lixo Zero, Felipe Gomes, essa diminuição na quantidade de autuações foi percebida em todas as zonas da cidade. “Alguns fatores são responsáveis por essas mudanças, como a constante limpeza ocorrida nos locais onde há descartes irregulares de lixo. Além disso, a fiscalização contínua e sistemática nesses locais está inibindo o despejo irregular, fazendo com que Teresina fique mais limpa, promovendo mais qualidade de vida aos populares”, avalia.

As principais mudanças foram percebidas na Avenida Josué de Moura Santos, bairro Nova Teresina, zona Norte; Rua Industrial José Camilo da Silveira, bairro Fátima, zona Leste e Rua Jacob Martins, bairro Santa Luzia, zona Sul. “Essas localidades fazem parte dos 76 pontos críticos de despejo irregular de lixo que foram identificados na capital. Ainda temos um grande trabalho pela frente, por isso entendemos que é importante conscientizar e educar a sociedade sobre a correta destinação do lixo, visto que a gestão dos resíduos é uma responsabilidade compartilhada, que precisa da intervenção do município, mas também a contribuição de toda a população”, declara Felipe Gomes.

Os trabalhos da equipe de fiscalização são executados durante todos os dias da semana, nos turnos manhã e tarde, e em zonas alternadas. No período de janeiro a outubro deste ano, foram aplicadas 596 autuações, 235 notificações, 76 conduções ao Ponto de Recebimento de Resíduo (PRR), 32 infrações de trânsito e duas apreensões. Destas, 291 foram aplicadas na zona Leste, 284 na Sul, 210 na Norte e 156 na Sudeste.

A multa varia de R$ 318,67 a R$ 3.186,74, dependendo da infração e/ou reincidência. No entanto, para Felipe, o trabalho de fiscalização acontece não apenas no intuito de penalizar quem for pego praticando algum tipo de descarte irregular. “Nosso principal trabalho está focado na conscientização das pessoas sobre a importância em manter uma cidade limpa e livre de lixões irregulares. Além disso, os moradores também podem trabalhar em conjunto, informando e denunciando irregularidades”, finaliza o coordenador do Programa Lixo Zero.

A população pode denunciar situações de descarte irregular através do Colab.re, aplicativo para celular disponível gratuitamente para todos os aparelhos com sistema Android ou Ios lançado pela Prefeitura de Teresina para solicitações e/ou reclamações. No Monitor Colab.re, o órgão municipal tem acesso a uma lista de fiscalizações e propostas dos usuários, acompanhadas de foto, endereço físico e link para cada problema relatado, além de visualizar comentários e curtidas de outros seguidores, bem como o número de protocolo gerado a partir de cada solicitação.

Comentários