Política

Sistema penitenciário têm déficit de 541 agentes penitenciários

Governo precisa nomear imediatamente 330 concursados para o cargo
Fonte: Alepi | Editor: Paulo Pincel 18/12/2017 16:00
Concursados para o cargo de agente penitenciário protestam na Assembleia Legislativa Concursados para o cargo de agente penitenciário protestam na Assembleia LegislativaFoto: Alepi

O assessor jurídico do Sindicato dos Policiais Civis e Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Vilobaldo Carvalho, disse, na audiência pública realizada hoje (18) na Assembleia Legislativa, que existem 541 vagas destinadas à contratação de agentes penitenciários no Piauí e que o Governo do Estado deve nomear imediatamente os 330 concursados para o cargo.

Vilobaldo Carvalho afirmou que em 2004 o Piauí contava com mais de duas mil vagas nos presídios e pouco mais de 1.600 presos. “Atualmente, os nossos presídios se encontram superlotados porque existem 4.500 presos para 2.335 vagas. O número de agentes penitenciários é pequeno para cuidar de tanta gente, por isso somos a favor da contratação imediata de todos os concursados”, declarou ele.

O presidente da Associação do Pessoal Penitenciário do Piauí, Marcos Paulo Viana, que, também, falou na audiência pública, disse que na Penitenciária Irmão Guido existe apenas um agente penitenciário para 30 presos, enquanto a relação deve ser de um agente para cinco detentos. Ele defendeu a contratação de todos os concursados.

Por sua vez, o diretor da Associação do Pessoal Penitenciário, Itamar Burlamaqui, pediu que o Governo do Estado adote uma política voltada para a melhoria do sistema prisional, visando garantir a segurança dos agentes penitenciários, dos detentos e da população já que os presídios terão uma melhor condição de funcionamento

Comentários