Educação

Sinte discute pauta com secretário de Educação

Veja o resumo de todos os assuntos abordados na reunião
Fonte: Sinte-PI | Editor: Alinny Maria 08/01/2019 11:52
Sede da Seduc Sede da SeducFoto: Divulgação/Sinte

Membros da direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Piauí (Sinte-PI) estiveram reunidos nessa segunda-feira (7), com o Secretário Estadual de Educação Interino Helder Jacobina, em atendimento ao Ofício enviado pelo sindicato para tratar das pautas dos trabalhadores em educação.

Na pauta apresentada foram abordados assuntos como a mudança de classe/nível, aposentadorias e reenquadramentos, reajuste salarial 2019, carga horária e férias. Veja detalhes abaixo:

MUDANÇA DE CLASSE/NÍVEL

As mudanças de Nível já estão listadas aguardando apenas o parecer do setor financeiro; já as mudanças de Classe dependem de um decreto do Governador. Para que este decreto seja assinado a Secretaria de Administração está realizando um levantamento de quantas pessoas se enquadram nesta situação, uma vez o processo está parado há quase dois anos.

APOSENTADORIAS e REENQUADRAMENTO

Esta pauta está sendo analisada pela Secretaria de Administração e pela Procuradoria Geral do Estado e segue aguardando parecer.

REAJUSTE SALARIAL 2019

O Secretário Helder Jacobina não se manifestou quanto ao reajuste salarial da educação para 2019 devido a indefinições do governo federal que não se manifestou de maneira concreta. Aqui no Estado a indefinição segue devido a interinidade do secretariado. Helder Jacobina, atual secretário de educação não está respaldado para deliberar sobre a pauta. Inclusive comunicou que já foi realizado o impacto do reajuste da educação nos cofres do Estado.

CALENDÁRIO/ FÉRIAS

A Seduc está buscando uma alternativa para que não haja prejuízo nem para os servidores e nem para o estado no que diz respeito a matrículas. Existe uma proposta sendo analisada sobre as férias.

O Sinte-PI foi firme ao dizer que não abrirá mão dos 30 dias de férias para os servidores da educação.

CARGA HORÁRIA

O Sinte não abre mão do cumprimento da jornada de 20h e 40h e concorda que não haja prejuízo para ambas as partes. Reafirmando também a garantia dos 2/3 (dois terços) em sala de aula e 1/3 como horário pedagógico, mantendo as reduções conforme prevê o estatuto.

A próxima reunião irá acontecer até o final de janeiro, tão logo seja concluído o levantamento das demandas elencadas.

Participaram da reunião a presidente Paulina Almeida, o vice-presidente Kassyus Lages, a secretária geral Odeni Silva, a Secretária de Funcionários Francisca Ribeiro (França) e o assessor Jurídico Geovane Machado. Pela Seduc participaram o secretário interino Helder Jacobina e seus assessores e a Superintendente de Relações Institucionais e Sociais (Supris) do governo, Núbia Lopes.

Comentários