Política Nacional

Sindicatos, movimentos sociais e partidos pedem a liberdade de Lula

O ato foi organizado pela Central Única dos Trabalhadores em São Paulo
Fonte: Agência Brasil | Editor: Paulo Pincel 11/04/2018 20:57
Sindicatos, movimentos sociais e partidos políticos pedem a liberdade de Lula Sindicatos, movimentos sociais e partidos políticos pedem a liberdade de LulaFoto: Reprodução/Cris Faga/Folhapress

Representantes de sindicatos e movimentos sociais, além de simpatizantes fizeram no fim da tarde desta quarta-feira (11), em São Paulo, uma manifestação em defesa da liberdade do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. No mesmo protesto, os manifestantes pediram o aprofundamento das investigações dos assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Pedro Gomes. O ato foi organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), Frente Povo Sem Medo e Frente Brasil Popular.

A manifestação contou ainda com a participação de integrantes de partidos políticos, como o PCdoB, PCO e PT. O protesto começou na Praça da Sé, no centro da capital paulista, e seguiu até a Praça da República onde foi organizado um ato cultural.

“É preciso que as pessoas entendam o que está acontecendo e possam também se manifestar”, disse o presidente do diretório municipal do PT em São Paulo, Paulo Fiorilo.

Para Sônia Coelho, da Marcha Mundial das Mulheres, a prisão do ex-presidente e os assassinatos da vereadora e do motorista são episódios políticos emblemáticos da história recente do país. “Isso é muito grave, é o esfacelamento total da nossa democracia”, disse.

O ato cultural, organizado pelo coletivo Cultura Livre, pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, reuniu Ava Rocha, Fióti, As Bahias e a Cozinha Mineira, Aíla, Bia Ferreira, Chico César, Francisco, El Hombre, Guizado, Jair Naves, Jonnata Doll, Junio Barreto, Lucas Santtana e Mulamba.

Comentários