Política

Senadora destina emenda para mini franquias do babaçu

Fonte: Assessoria | Editor: Paulo Pincel 13/06/2017 10:17
Senadora Regina Sousa (PT-PI) Senadora Regina Sousa (PT-PI)Foto: Assessoria

Uma emenda destinada pela senadora Regina Sousa (PT-PI) vai possibilitar a execução do projeto “Mini franquias sociais na cadeia produtiva do Coco Babaçu”, que será viabilizado via parceria entre a Universidade Federal do Piaui (UFPI), Federação de Amparo a Pesquisa (Fapepi), Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação ( Fadex ), Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado e Fazenda da Paz. A emenda, no valor de R$ 800 mil, teve liberado R$ 500 mil.

A proposta é formatar os modelos de franquia para serem aplicados nas unidades familiares rurais. Inicialmente, será trabalhado um modelo piloto na Fazenda da Paz e, posteriormente, nas associações rurais da RIDE Grande Teresina.

Na Fazenda da Paz, pequenas unidades produtivas familiares serão organizadas para o aproveitamento integral do babaçu, formatando produtos e processos que possam ser replicados e escalonados para atingir mercado. “A ideia é que essas unidades façam o mesmo produto de forma a se cooperativar e atingir maiores mercados. Esse projeto tem três inspirações: a cadeia produtiva do mel orgânico, a cadeia do açaí e da castanha do Pará e a cadeia do projeto Pacu do Acre”, acrescenta o professor Tiago Patrício, Tiago Patrício, pesquisador conveniado da UFPI e coordenador do projeto.

Estiveram presentes na apresentação do projeto na manhã de segunda-feira (12), o reitor, professor doutor José Arimatéia Dantas Lopes (UFPI); a senadora Regina Sousa; o presidente da Fundação de Amparo a Pesquisa do Piauí (FAPEPI), professor doutor Francisco Guedes; o presidente da FADEX, professor doutor Lívio Cunha; o presidente da Fazenda da Paz, Célio Luiz, e demais autoridades.

Para o reitor da UFPI, o projeto é de suma importância para o Estado. “É uma satisfação muito grande para a Universidade Federal do Piauí a realização de um projeto tão importante como esse, que será um marco para todo o Estado. Não tenho dúvida que a UFPI é uma das instituições que mais vêm contribuindo para o Piauí”, destaca.

Para a senadora Regina Sousa, que tem sua origem nas quebradeiras de cocô babaçu, o projeto beneficiará muitas famílias rurais. “Tem muito espaço para se desenvolver a partir do coco babaçu. E o produto é fonte de renda para muitas famílias rurais. Por isso, quero agradecer aos idealizadores do projeto e vamos continuar na articulação para que a ideia beneficie muitas pessoas”, declarou, acrescentando que tem a mesma perspectiva para a produção de energia solar.

Senadora Regina Sousa na UFPI
Senadora Regina Sousa discute as mini franquias do babaçu

Comentários