Geral

Semar realiza ações contra crimes ambientais no cerrado do Piauí

Foram apreendidas armas, animais abatidos e pássaros silvestres.
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 16/11/2017 13:39
Na ação foi feito o combate ao desmatamento e queimada irregular Na ação foi feito o combate ao desmatamento e queimada irregularFoto: Ascom Semar

Com o objetivo de coibir práticas danosas ao meio ambiente, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), realizou, nos últimos dias, mais uma campanha de fiscalização ambiental na região dos municípios atendidos pelo Projeto de Redução do Desmatamento e das Queimadas no Piauí (Procerrado-PI): Baixa Grande do Ribeiro, Ribeiro Gonçalves, Currais, Palmeira do Piauí, Santa Filomena e Uruçuí. A ação teve a parceria da Polícia Militar Ambiental.

“Equipe de auditores fiscais ambientais da Semar, após o recebimento de denúncias de cometimento de crimes ambientais, atuou frente aos mais diversos ilícitos, especialmente ao combate à caça predatória na região sul do Piauí. Na campanha, foram recolhidas 28 armas de fogo, usadas na caça; 15 kg de animais abatidos; 38 pássaros da fauna silvestre nativa; e 6 pessoas foram autuadas por crime ambiental e presas”, explica o coordenador de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Semar, Carlos Eduardo da Silva.

Na ação, foi feito o combate ao desmatamento e queima irregular de áreas florestais e também da produção de carvão vegetal sem autorização da Secretaria do Meio Ambiente. Os auditores realizaram também combate à criação irregular de animais silvestres em cativeiro e ainda contra a poluição sonora na cidade de Bom Jesus, no sul do estado.

“A Semar vai realizar, ainda em dezembro, outras operações para coibir crimes ambientais, como o tráfico de animais silvestres, o manejo florestal indevido, entre outros e vamos intensificar estas ações em 2018”, finaliza Carlos Eduardo.

Comentários