Economia

Secretaria de Planejamento apresenta projeto de Turismo Rural

Próxima feira do Turismo Rural acontece dia 2 de julho, na Praça da Cacimba Velha
Fonte: Portal do Governo | Editor: Redação 27/06/2017 17:20
Turismo Rural Turismo RuralFoto: Ascom

Com o objetivo de fomento a economia no meio rural a partir da visão territorial, valorizando uma tendência contemporânea, de aproveitamento da estrutura rural existente e incorporando-as em atividades turísticas, foi realizada, na manhã desta terça (28), na Secretaria de Planejamento, a apresentação do Projeto Turismo Rural no Território Entre Rios “Construindo Roteiros Rurais”.

O projeto-piloto é realizado na Região da Grande Cacimba Velha, onde já foram realizadas duas feiras de Turismo Rural. A próxima acontece no dia 02 de julho, domingo, de 8h às 17h., na praça da Cacimba Velha.

O Turismo Rural é de grande importância para o crescimento econômico, social e rural estimulando a atração de investimentos, a dinamização das atividades econômica, criando um ciclo virtuoso da cadeia produtiva, com fomento à produção, inovação e comercialização.

Em sua explanação, o secretário Antonio Neto destacou a importância de investir na zona Rural “Vamos estimular os pequenos produtores, que já produzem algum aspecto econômico e que possa transformar isso em valor agregado, gerando renda e emprego, ao mesmo tempo, incentivar o associativismo, vamos capacitar os produtores e organizar através de feiras que vamos organizar em várias comunidades e a partir daí estruturar este arranjo produtivo”, explica Antonio Neto.

Participaram da reunião parceiros em potencial para o projeto, como Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí (Fapepi), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI), Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR), Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER), Prefeitura Municipal de Teresina, Banco do Nordeste (BNB), Banco do Brasil (BB), Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), Fazenda da Paz, entre outros.

O superintendente do Banco do Nordeste, Laercio Soares Leite, assegura que o banco tem como missão apoiar projetos como este que vem promover o desenvolvimento do Estado, fazendo com que o homem do campo tenha uma melhor qualidade de vida e um bem-estar. E o banco tem todas as ferramentas para isso”, diz ele.

O Banco do Brasil também será parceiro do projeto. “Esse é o grande diferencial do projeto, estamos fazendo, de uma forma planejada e organizada, com diversos agentes, a coordenação da Secretaria do Planejamento e esses agentes, cada um com a sua expertise, vão proporcionar mais ainda um incremento dessa atividade que, com certeza, gerará renda, trabalho e melhoria da qualidade de vida do nosso homem do campo”, diz o superintendente do BB, Pio Gomes.

O superintendente do Sebrae, Mário Lacerda, explica que a participação do Sebrae será um trabalho de planejamento de consultoria “Capacitação, definição de roteiros turísticos, preparação dos estabelecimentos, que vão receber os turistas. Também está sendo desenvolvida uma feira da agricultura familiar, ponto de partida desse turismo e que tem uma complexidade significativa no sentido de que vai capacitar a produção, articular a comercialização, aumentar a renda dessas pessoas e a partir daí fomentar esse turismo rural”

Ao final da reunião ficou definido um grupo de trabalho com a participação de dez instituições que voltará a se reunir no próximo dia quatro de julho para dar encaminhamento ao plano de trabalho.

Comentários