Cidade

SDU Leste incentiva moradores a terem calçadas arborizadas

Órgão alerta sobre a importância das podas de árvores e destinação de material
Fonte: PMT | Editor: Redação 11/06/2018 09:49
SDU Leste incentiva moradores a terem calçadas arborizadas SDU Leste incentiva moradores a terem calçadas arborizadasFoto: Ascom

A presença de árvores no ambiente urbano garante melhoria na qualidade de vida dos habitantes de uma cidade por inúmeros motivos. Em contrapartida, a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste) alerta a população sobre a destinação correta dos restos das podas das árvores, orientando os moradores da região sobre os processos legais acerca dos serviços de podas e o plantio de árvores regular em calçadas, respeitando a acessibilidade, como rege a lei municipal.

Um dos benefícios de ter uma árvore na calçada de casa, em uma praça ou em ruas e avenidas é que as sombras tornam o ambiente ameno, charmoso e valorizado.

Renato Lopes, gerente de Serviços Urbanos da SDU Leste, explica sobre os padrões de plantio de árvores nas calçadas. “Com a nova Lei das Calçadas, nº 4.522, a comunidade tem informações sobre padrões a serem seguidos e que podem transformar a via em um ambiente mais agradável. Nas calçadas com largura igual ou superior a dois metros será obrigatória a execução de caixa de árvore com área permeável mínima de dois metros quadrados, sendo, pelo menos, um por lote. É importante conhecer as espécies de arvores que são permitidas para plantio”, disse.

Sobre podas, Lopes informa que o cidadão que queira solicitar a poda de uma árvore dentro de terreno privado ou em suas calçadas deverá requerer uma autorização junto à Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMAM) para a realização do serviço. Já para a remoção do material podado, o cidadão deverá solicitar à Superintendência de Desenvolvimento Urbano de sua região e pagar a taxa, que será equivalente à quantidade de material a ser recolhido. O serviço é feito por um caminhão cadastrado pela Prefeitura de Teresina.

“A SDU Leste possui uma equipe treinada para a remoção do material podado. Formada por quatro pessoas, sendo duas que operam a moto serra e duas auxiliares, a equipe atende as demandas solicitadas na zona Leste da cidade, onde os restos das podas são recolhidos de forma adequada”, explicou o gerente Renato Lopes, que destacou ainda a necessidade do pagamento da taxa no valor de R$ 109, 00.

De acordo com a SDU Leste, em média, são realizadas de cinco a 10 carradas de podas por dia em períodos mais chuvosos e cerca de três a cinco recolhimentos em dias normais. No entanto, árvores próximas às fiações elétricas são de responsabilidade da Eletrobrás. É importante ficar atento às condições das copas (parte mais alta das árvores) para evitar problemas com as redes de energia.

Cidade mais verde

Os teresinenses podem fazer a solicitação de mudas de árvores nativas e frutíferas nos viveiros de mudas da Prefeitura. São três viveiros espalhados pela cidade, nas zonas Norte, Sul e Leste, onde qualquer pessoa pode solicitar, de forma gratuita, mudas para plantar em suas casas ou em sítios.

Os viveiros possuem capacidade de produção anual de 100 mil mudas e estão localizados no Parque Ambiental do Mocambinho, na zona Norte, na Avenida Raul Lopes, próximo à cabeceira da Ponte da Primavera, na zona Leste, e ainda no KM 7, zona Sul da capital. Para ajudar no trabalho da Superintendência, com solicitações, sugestões e informações, a população pode usar os números (86) 3215-7875 e o 3215-7874. O horário de funcionamento do órgão é de 7h30 às 13h30, de segunda à sexta-feira.


Comentários