Geral

SDR participa da 7ª Edição do Semiárido Show em Petrolina (PE)

O evento acontece entre os 07 a 10 de novembro e tem como tema "Bioma Caatinga, Recursos Hídricos e Tecnologias: Perspectivas Socioambientais".
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 06/11/2017 11:00
Imagem Ilustrativa Imagem IlustrativaFoto: Ascom

Entre os dias 7 e 10 de novembro, a Secretaria de Desenvolvimento Rural, através do Programa Viva o Semiárido e do Programa de Geração de Renda (Progere II), participará da 7ª edição da Feira de Agricultura Familiar Semiárido Show, que será realizada em Petrolina, Pernambuco. A feira é promovida e organizada pela Embrapa Semiárido, é aberta ao público e acontece em uma área da Embrapa, localizada na BR-428, Km 152, na zona rural de Petrolina.

O Piauí será representado pela participação de comitiva com 20 participantes entre técnicos, produtores expositores e cinco representantes de Unidades Regionais de Gestão do Projeto (URGP) e três de Unidade de Gestão do Projeto (UGP). Do Programa Viva o Semiárido, participarão 15 agricultores expositores, dentre eles representantes da Casa APIS (mel), Biojóias e Central De Cooperativas Dos Cajucultores Do Estado Do Piauí (Cocajupi). O Progere II participará com um técnico e seis expositores, três representantes das quebradeiras de coco e três artesãos do município de Nossa Senhora de Nazaré.

Represetantes de Assistência Técnica Sistemática (ATS) como Semear, Cootapi, CEAA, Engeter também participarão do evento. A proposta de levar a comitiva segue com a ideia de realizar intercâmbio de conhecimento e práticas que ajudem a desenvolver e a fomentar novas práticas que auxiliem no desenvolvimento destes expositores regionais do Piauí, visto que no evento, haverá também a participação de diversos Estados e seus expositores e técnicos.

Lucia Araújo, Diretora técnica do PVSA, ressalta que a participação da SDR traz benefícios diretos para práticas de comercialização e troca de saberes. “O intercâmbio que acontece em eventos como esse serve muito para os expositores, tanto na perspectiva de busca pelo conhecimento, e ao tempo que absorvem no conteúdo, absorvem nas práticas e atitudes de comercialização, nesse sentido se fortalecendo com novas metodologias. É extremamente importante esse espaço, pois há troca de saberes, experiências entre expositores de diversos estados.” declarou.

A feira é uma oportunidade de acesso às inovações tecnológicas, produtos e serviços desenvolvidos pela Embrapa e instituições parceiras de pesquisa, ensino e extensão rural. Tudo isso através de uma programação dinâmica, com demonstração de tecnologias em campo, capacitações, unidades práticas de aprendizagem, seminários, workshops, exposições e espaços temáticos. Com o tema "Bioma Caatinga, Recursos Hídricos e Tecnologias: Perspectivas Socioambientais", o Semiárido Show 2017 vem mostrar que é na respeitosa interação entre as famílias e a natureza, com disponibilidade de água e adoção de tecnologias, que é possível produzir e viver bem na região.

O SemiáridoShow conta com cerca de 20 Unidades de pesquisa da Embrapa, além do apoio e participação de diferentes Ministérios do Governo Federal, instituições de pesquisa e de assistência técnica e extensão rural dos governos estaduais, universidades e institutos de educação, ciência e tecnologia, empresas privadas do setor agropecuário, federações e confederações de agricultura, organizações não governamentais e movimentos sociais ligados à agricultura familiar.

O local do evento conta com 12 hectares que serão dedicados à demonstração de tecnologias implantadas no campo. Assim, os visitantes têm a oportunidade de conhecer, diretamente e na prática, os produtos e serviços gerados pela pesquisa, a exemplo de variedades de cultivos alimentares (feijão, mandioca, milho e hortaliças), de forrageiras (sorgo, palma, gliricídia), animais (caprinos, ovinos, bovinos e aves), além de sistemas de captação de água, de irrigação, de planejamento, entre outra centenas de soluções tecnológicas.

Em outro espaço do evento serão instalados estandes de instituições públicas e empresas privadas, e também uma feira onde cooperativas e associações de produtores familiares, comunidades indígenas, quilombolas e assentados da reforma agrária vão expor suas iniciativas e comercializar seus produtos. Ao longo dos quatro dias de feira, uma extensa programação de minicursos também irá possibilitar aos participantes ampliar os conhecimentos nas mais diversas áreas.

Também serão realizados seminários englobando temas como turismo rural, cadeia produtiva da caprinovinocultura, gestão territorial de comunidades indígenas e quilombolas, assistência técnica e extensão rural. O Semiárido Show vai integrar avanços da pesquisa técnico-científica com políticas públicas e a experimentação agrícola de Organizações não Governamentais (ONGs), que contribuem para oferecer alternativas e estratégias de convivência com a seca.

A programação, as tecnologias que estarão expostas e outras informações do Semiárido Show serão divulgadas no sitewww.embrapa.br/semiaridoshow.

Comentários