Saúde

Saúde alerta população para vigilância contra o Aedes aegypti

O período de chuvas pode aumentar a proliferação do mosquito
Fonte: CCOM | Editor: Redação 10/11/2017 13:35
Mosquito Aedes aegypti Mosquito Aedes aegyptiFoto: Reprodução

O início do período de chuvas em algumas regiões do estado pode propiciar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, se a população não estiver em constante vigilância e tomando os devidos cuidados no combate à dengue, zika e chikungunya, alerta a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

“Vá até o seu quintal e vire todos os recipientes que possam acumular água, evitando, assim, a proliferação do mosquito da dengue. Repasse isso para que outras pessoas lembrem de fazer o mesmo”, diz Inácio Lima, técnico em epidemiologia da Saúde.

Os boletins registraram uma redução de casos de dengue e zika, mas há um aumento de pessoas afetadas pela chikungunya. Houve uma redução de 3,3% nos casos de dengue, em relação ao mesmo período de 2016. De 01 de janeiro a 08 de novembro deste ano, foram 4.982 casos notificados em 128 municípios.

Em relação à chikungunya, foram notificados 6.231 casos em todo o estado, registrando aumento de 203,7% em relação ao mesmo período de 2016. As maiores incidências de chikungunya por 100 mil habitantes foram registradas nas cidades de Francinópolis, Cajueiro da Praia, São Raimundo Nonato, Várzea Branca e Luis Correia.

Os casos de zika registraram diminuição, quando comparados os anos de 2016 e 2017, com 216 e 157, respectivamente.

Comentários

Matérias Relacionadas