Geral

Acusado de duplo homicídio quer voltar a frequentar bares

Segundo a defesa, o pedido baseia-se na necessidade de Moacir voltar a estabelecer laços sociais
Fonte: Redação | Editor: Alinny Maria 22/03/2018 11:54
Moaci Moura da Silva Moaci Moura da SilvaFoto: Reprodução

A defesa de Moacir Moura da Silva, acusado de provocar o acidente de trânsito que matou dois irmãos do coletivo Salve Rainha e deixou o jornalista Jader Damasceno gravemente ferido no ano de 2016, solicitou à justiça a revogação das medidas cautelares de proibição de acesso ou frequência a determinados lugares (bares, boates e similares) e recolhimento domiciliar no período noturno e nos dias de folga.

O advogado Eduardo Faustino Lima Sá, protocolou o pedido no dia 12 de março deste e os autos foram entregues a Procuradoria Geral de Justiça nessa quarta-feira (21) para serem analisados no prazo de um mês.

Acidente na Av. Miguel Rosa matou os irmãos Júnior e Bruno, do Salve Rainha

Segundo a defesa, o pedido baseia-se na necessidade de Moacir voltar a estabelecer laços sociais. Desde o ano do acidente ele cumpre medidas cautelares. Moacir deve ir à júri popular pelos crimes de homicídio doloso, lesão corporal e fuga do local do crime.

No facebook, o jornalista Jader Damasceno comentou sobre o caso: “O que vocês me dizem sobre isso? Ele tá perdendo a vida social.... e meus amigos que morreram? E eu que até hoje sinto dores, perda parcial com possibilidade de total, da visão direita, da audição direita, a perna direita toda dilacerada e as dores psicologísticas, sociais, e sentimentais. Ele tem assistência e acompanhamento psicológico e eu nem isso. Eita justiça doente...”.

Comentários