Política

Regina Sousa afirma que prisão "injusta" de Lula uniu o PT

Senadora admite que PT foi ao fundo do poço, mas ressurge forte e unido
Fonte: Paulo Pincel/Cidade Verde | Editor: Alinny Maria 13/04/2018 10:03
Wellington Dias e Regina Sousa Wellington Dias e Regina SousaFoto: Facebook

A senadora Regina Sousa (PT-PI) foi a entrevistada desta sexta-feira (13) do programa Notícia da Manhã (TV Cidade Verde), quando revelou que a pré-candidatura do ex-presidente Lula, preso na sede da Polícia Federal em Curitiba, está mantida. Regina Sousa admitiu que o Partido dos Trabalhadores, que chegou ao fundo do poço, ressurge firme e unido depois das “injustiças” praticadas contra duas de suas maiores lideranças: Lula e Dilma.

“O PT foi ao fundo do poço e de repente voltou a ter a simpatia da população. A gente percebe que a população entende o que está acontecendo e, até como uma compensação, um apoio, uma solidariedade, ela [população] está se voltando muito a votar no PT. Isso pode ajudar muitos palanques, principalmente proporcional. O PT é hoje o maior partido da Câmara. Não perdemos ninguém e ganhamos dois deputados", ressaltou a senadora.

O PIAUIHOJE.COM separou os principais trechos da entrevista de Regina Sousa aos jornalistas Nadja Rodrigues e Elivaldo Barbosa:

Grande injustiça

"Ontem liberaram o Alckmin de uma mesma denúncia, de um mesmo depoimento, de uma mesma delação. Por que para o PT é propina e pro Alckmin não é? É caixa 2, foi para o TRE-SP para ser julgado daqui a 20 anos. A gente sabe que Caixa 2 nunca deu prisão de ninguém. É díficil e quando sai é uma pena de um ano a dois anos que é revertida em multa. A prisão de Lula é uma injustiça muito grande", desabafa Sousa.

Caravana da verdade

"Como aquele apartamento pode ser do Lula, minha gente? Ele nunca morou lá, nunca recebeu e o apartamento está indo a leilão. Não tem uma gravação do Lula, uma mala, uma conta fora em nome de ninguém da família dele. Enquanto isso tem gente por aí com fartas provas e não acontece nada. Isso é uma injustiça e as pessoas estão começando a compreender e isso certamente se reverte em simpatia pelo partido. O Lula é a pessoa mais investigada do país há 40 anos desde que ele entrou para o sindicato".

Bom dia, Lula

"Em Curitiba está acontecendo algo lindo. Todo dia, as pessoas vão para porta da PF dar bom dia pro Lula que escuta lá de cima. Isso é um apoio importante para ele. Fico imaginando ele encarcerado, uma pessoa que vive da voz e que sua única arma é a conversa. Passar 24 horas sem falar com ninguém não deve ser mole".

Reeleição ao Senado

"O partido mantém o apoio a minha reeleição [...] Estamos vivendo um momento tão difíceis de nossas vidas que temos que canalizar nossa energia nessa questão que é maior, o Lula. Isso uniu muito o partido. Em maio vai ter a reafirmação da minha candidatura"

Comentários