Política

Redução de acidentes depende da conscientização da população

Secretário de Saúde afirma a sociedade precisa ser alertada sobre a gravidade do problema
Fonte: Paulo Pincel 14/09/2017 19:45
Deputados com o secretário de Saúde preocupados com os dados sobre o suicídio no Piauí Deputados com o secretário de Saúde preocupados com os dados sobre o suicídio no PiauíFoto: Paulo Pincel

O Piauí vai continuar gastando uma fortuna - que poderiam melhorar a educação, a segurança e a própria saúde - se não tivesse que investir recursos públicos - como o R$ 1,6 bilhão gasto em 2016 - para tratar dos pacientes vítimas de acidentes, principalmente de trânsito.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto participu da sessão solene proposta pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (PMDB) como parte da “Semana Neuro em Ação”, promovida pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, objetivando a conscientização das pessoas quanto aos riscos de hábitos cotidianos, como usar o celular ao volante; mergulhar em piscinas, riachos, açudes e rios e até a má postura corporal.

Segundo Florentino Neto, o Estado não vai conseguir reverter as estatísticas de mortes e feridos graves nas ruas, avenidas, estradas e rodovias do estado, enquanto não houver uma conscientização de toda a sociedade para esse grave problema que mata e causa sofrimento a muita gente: a maioria dos acidentados fica sequelada quando não morre.

“Presenciamos mobilizar a sociedade em torno de um tema que é de extrema importância: a conscientização de todos com relação ao trauma, oriundos principalmente dos acidentes de trânsito. Acredito que essa Semana Neuro em Ação, vai nos ajudar a conscientizar nossos jovens e crianças sobre a importância da segurança no trânsito”, disse Florentino Neto, ao deixar o plenário da Assembleia.

Comentários