Política

Recadastramento de servidores estaduais termina hoje

Prazo se encarra às 18h desta quarta-feira, avisa a Secretaria de Administração
Fonte: SeadPrev | Editor: Paulo Pincel 29/11/2017 16:16
Secretário de Administração e Previdência, Franzé Silva Secretário de Administração e Previdência, Franzé SilvaFoto: Ascom Sead Prev

termina hoje (29) às 18h o prazo para a atualização cadastral dos servidores estaduaisa que não fizeram o recadastrameneto on line, via internet. Pelo cronograma, que é feito por ordem alfabética, vão ser atendidos os servidores estaduais com as iniciais S, T, U, V, W, X, Y e Z. Quem ainda estiver com pendências, deve se apressara pode regularizar a situação até às 18h na Secretaria de Administração e Previdência (SeadPrev).

Até o momento, 4.311 servidores faltam atualizar os dados cadastrais e funcionais de forma presencial no órgão, sendo 1.390 ativos, 1.465 aposentados e 1.456 pensionistas. "Esta é a segunda oportunidade dada aos servidores. Quem não atualizar os dados terá o contracheque bloqueado", alertou o secretário da SeadPrev, Franzé Silva.

Durante quatro meses, os servidores puderam fazer a atualização cadastral completamente on-line, de casa e com toda a comodidade. Para tanto, bastava acessar o endereço eletrônico criado especificamente para esse fim. Existia também a possibilidade de acessar os dados pelo celular, através da plataforma "Piauí na Palma da Mão". Os servidores que não atenderam o chamado mesmo com todas as facilidades, deve comparecer presencialmente à SeadPrev para regularizar a situação.

A atualização deve ser feita por todos os servidores ativos, efetivos ou comissionados, inativos, pensionistas, contratados temporariamente, prestadores de serviço e militares no âmbito do Poder Executivo Estadual.

O Programa de Atualização Cadastral Bienal foi implementado por meio do decreto nº 17.017 de abril de 2017 com o objetivo de melhorar a gestão de recursos humanos e eficiência administrativa. De acordo com o secretário da SeadPrev, Franzé Silva, no interior, haverá equipe capacitada na Gerência Regional de Educação para ajudar o servidor a tirar alguma dúvida”. Quem não atualizar os dados, vai ter o contracheque bloqueado, destacou o gestor. O servidor deve atualizar todos os dados que sofreram alterações desde o recadastramento realizado em 2015, ou confirmar as informações inalteradas.

Comentários