Política

Assis reage à pressão pela vaga ao Senado: esqueçam o PT

Assis Carvalho, avisou: "não mexam nos espaços que o PT conquistou nas urnas"
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Paulo Pincel 12/05/2017 13:14
Presidente do PT no Piauí, deputado federal Assis Carvalho Presidente do PT no Piauí, deputado federal Assis CarvalhoFoto: Luiz Brandão

Ao contrário da política de “paz e amor”, de boa vizinhança adotada pelo PT na Assembleia Legislativa, que calou aos ataques da oposição e até de aliados e correligionários de partido ao governador Wellington Dias, o comando do PT no Piauí não vai aceitar pressão. Respaldado pela militância que deliberou pela manutenção dos nomes do PT na disputa eleitoral de 2018.

No 6º Congresso Estadual, realizado no final de semana passado em Teresina, o PT decidiu pelo apoio incondicional às candidaturas do governador Wellington Dias e da senadora Regina Sousa à reeleição. O PT, portanto, não quer ouvir falar em ceder a vaga na chapa majoritária.

“Isso está fora de cogitação”, avisaram as lideranças petistas durante o congresso estadual, principalmente se estiver em discussão os espaços que o partido “conquistou nas urnas”, como avisou o presidente do Diretório Estadual do PT no Piauí, deputado federal Assis Carvalho.

Assis Carvalho lembrou que os partidos que ajudaram na vitória do PT em 2014 sempre foram bem cuidados pelo governo. Agora, alguns “derrotados na urnas” querem pressionar por espaço. “Estou dizendo que não mexam nos espaços que o PT conquistou nas urnas. Ficam mais preocupados com o PT do que trabalhar... Cada qual está no seu espaço, que mostre serviço. O Piauí precisa. Esqueçam o PT”, reagiu o presidente.

Comentários