Política Nacional

PT promete defender candidatura de Lula à presidência

Para o partido, Lula teve negado o direito de se defender em liberdade até a última instância devido a uma pressão exercida por outros grupos
Fonte: Sputnik | Editor: Redação 05/04/2018 09:07
PT PTFoto: Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores (PT) se manifestou com grande indignação após o Supremo Tribunal Federal negar o pedido de habeas corpus da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na madrugada desta quinta-feira (5), afirmando que irá defender até as últimas consequências o direito de Lula se candidatar à presidência em 2018.

Por 6 votos a 5, os ministros do STF decidiram negar a solicitação dos advogados do ex-chefe de Estado para que ele respondesse em liberdade até o esgotamento dos seus recursos, em todas as instâncias, no caso do triplex do Guarujá, pelo qual foi condenado, em segunda instância, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, a 12 anos e um mês de prisão. A decisão provocou forte reação dos partidários de Lula, que defendem a inocência do ex-presidente e afirmam que ele não foi julgado de maneira devida.

De acordo com o PT, "a nação e a comunidade internacional sabem que Lula foi condenado sem provas, num processo ilegal em que juízes notoriamente parciais não conseguiram sequer caracterizar a ocorrência de um crime". Para o partido, Lula teve negado o direito de se defender em liberdade até a última instância devido a uma pressão exercida por outros grupos, "orquestrada pela Rede Globo".

"Quem tem a força do povo, quem tem a verdade ao seu lado, sabe que a Justiça ainda vai prevalecer", afirmou a Comissão Executiva Nacional do PT.

Comentários

Matérias Relacionadas