Política Nacional

PT desautoriza o voto de parlamentares em eleição indireta

Fonte: Redação | Editor: Paulo Pincel 05/06/2017 07:40
Lula e Dilma Lula e DilmaFoto: Pedro Ladeira/Folhapress

O deputado federal Assis Carvalho (PI) participou do 6º Congresso do Partido dos Trabalhadores, encerrado ontem (4) em Brasília, que elegeu a senadora Gleisi Hoffmann (PR) presidente do PT nacional.

"Tenho uma grande responsabilidade por ser a primeira mulher a presidir o PT", disse a senadora, depóis de eleita. Gleisi Hoffmann foi eleita no sábado (3) em Brasília, presidente do PT, com 367 votos. Ela substitui Rui Falcão, que ficou seis anos no cargo, e será a primeira mulher a presidir o PT.

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR)
Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR)


"Estamos aqui para mostrar que se a elite não sabe resolver o problema do país, nós provamos que sabemos, já fizemos e vamos fazer outra vez", prometeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sobre os erros do atual governo e a possibilidade do PT voltar ao poder.

O Congresso também decidiu pela proibição dos parlamentares petistas de participarem de eleições indiretas para presidência da República, tese que ganha corpo em Brasília.

"Desautorizamos qualquer parlamentar a participar de um colégio eleitoral para escola indireta do presidente da república. Queremos que a população escolha seu representante, é um pacto com o povo", explicou Assis Carvalho. "Tratamos de estratégias e conjunturas internas, além da situação atual do governo, que está bastante complicada, cercada de denúncias", acrescentou.

Comentários