Concursos

Prova do concurso da Polícia Militar do Piauí é reaplicada neste domingo (9)

Fonte: Alinny Maria 09/07/2017 07:00
Os candidatos concorrem a 480 vagas distribuídas em todo Estado Os candidatos concorrem a 480 vagas distribuídas em todo EstadoFoto: Google

Aproximadamente 32 mil candidatos fazem a prova do concurso da Polícia Militar do Piauí neste domingo (9). Esta é a segunda vez que a prova é aplicada. A primeira prova foi realizada no dia 21 de maio e anulada após a constatação de fraude, que resultou na prisão de 15 pessoas.

Para evitar uma nova fraude, o comandante geral da PM-PI coronel Carlos Augusto, disse que a segurança no concurso será reforçada com mil profissionais da Corporação, ou seja, 700 a mais que na última aplicação da prova que contou com a atuação de 300 PMs.

No total, quase três mil pessoas, entre PMs e fiscais, irão atuar na primeira etapa do certame que acontece no período de 9 às 13 horas em vários locais de aplicação em Teresina. O concurso para a Polícia Militar do Piauí é promovido pelo Núcleo de Promoção de Concursos e Eventos da Universidade Estadual do Piauí (UESPI).

Após vazamento de cinco questões da prova de português e da constatação de fraude ao certame, as novas provas foram confeccionadas em Pernambuco e o Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) está monitorando cautelosamente todo o processo, a fim de evitar novas fraudes.

Na sexta-feira (7) a Polícia Civil, através do GRECO, efetuou a prisão de T adeu Bruno Nascimento , identificado como a pessoa responsável por receber e comercializar a prova de português três dias antes da aplicação. Segundo a Polícia Civil, Tadeu vendeu a prova para dois candidatos pelo valor de R$ 2 mil.

A novidade para hoje é que além de 700 homens trabalhando a mais, o Nucepe também está disponibilizando uma equipe médica com ambulância para ficar de plantão durante a realização do concurso. O objetivo é tranquilizar os candidatos que vão participar do certame. No caso de uma eventualidade, o atendimento será imediato.

Conforme o edital, para ingressar nos locais de provas o candidato deve estar munido apenas de seu documento de identificação original e de caneta esferográfica transparente de cor azul ou preta. Equipamentos como capacetes, telefones celulares, bolsas, mochilas e outros semelhantes estão proibidos.

Haverá a verificação na entrada do Centro de Aplicação onde o candidato fará a prova e também na sala, com auxílio de detectores de metais e de rastreadores eletrônicos e o candidato que insistir em portar qualquer objeto ou equipamento proibido pelo edital será impedido de fazer a prova, conforme estabelecem as normas.

Comentários