Geral

Promotora Flávia Gomes recebe Insígnia do Mérito do MPPI

Criada em 1997, a Insígnia do Mérito do Ministério Público foi regulamentada pelo Colégio de Procuradores de Justiça em 2016
Fonte: Andressa Kerllen | Editor: Da Redação 13/12/2018 18:07
Solenidade SolenidadeFoto: Ascom

Pelo trabalho desenvolvido no Centro de Apoio Operacional de Defesa da Educação e Cidadania (CAODEC), a promotora de Justiça Flávia Gomes Cordeiro, coordenadora do Centro, foi uma das homenageadas com a Insígnia do Mérito do Ministério Público do Piauí-Procurador de Justiça Darcy Fontenelle de Araújo, durante evento realizado nesta quinta (13), na sede do MP-PI, em alusão ao Dia Nacional do Ministério Público.

Solenidade

Criada em 1997, a Insígnia do Mérito do Ministério Público foi regulamentada pelo Colégio de Procuradores de Justiça em 2016. A honraria é concedida a personalidades ou instituições que prestaram relevantes serviços ao Estado do Piauí e, em particular, ao Ministério. Os membros e servidores da instituição apresentaram diversas sugestões de possíveis agraciados. Os nomes foram apreciados por uma comissão julgadora, presidida pelo procurador Hugo Cardoso.

O Colégio de Procuradores de Justiça referendou, por unanimidade, a indicação da promotora Flávia Gomes, realizada por colaboradoras da instituição. A medalha, que é considerada a maior comenda do MPPI, foi entregue pelo Procurador-Geral de Justiça do Piauí, Cleandro Moura.

Flávia Gomes é idealizadora do projeto Queremos Paz. Recentemente, o projeto conquistou o segundo lugar no Prêmio do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) - 2018, na categoria Transformação Social.

"É uma honra integrar o rol dos condecorados com essa medalha, que é considerada a maior comenda do MPPI. Estou grata não só pela honraria, mas pela oportunidade de trabalhar em um órgão que atua em defesa dos interesses difusos da sociedade. Ao Ministério Público, que me acolheu e aos inúmeros amigos que tenho aqui, muito obrigada. Esse reconhecimento nos orgulha e motiva nossa trajetória", destacou Flávia Gomes.

Durante a solenidade, também foram entregues as Medalhas do Mérito Correicional e foram premiadas as três melhores práticas do Ministério Público neste ano. A iniciativa "MP em Ação - Procon Itinerante" conquistou o 1º lugar; o grupo "Reeducar - O homem no enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher" ficou em 2º lugar e o "NIP - Núcleo de Investigação Patrimonial", conduzido pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado(GAECO) obteve o 3º lugar.

Comentários