Cidade

Projeto para revitalização do Mercado do Peixe já está pronto

Permissionários querem revitalizar o principal ponto de venda do pescado na cidade
Fonte: Prefeitura de Teresina | Editor: Redação 15/12/2017 10:54
Mercado do Peixe Mercado do PeixeFoto: TV Verdes Campos Sat

A equipe da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste) tem realizado uma série de ações em parceria com os permissionários do Mercado do Peixe e alunos de arquitetura e urbanismo da Uninovafapi. Por meio dessa parceria, foi elaborado o projeto de reforma que visa melhorar e revitalizar o espaço, considerado o principal ponto de venda de pescado da cidade.

A Prefeitura busca, colaborativamente, tornar o mercado mais atrativo e preservado para utilização da população. “Depois de algumas reuniões com os permissionários, chegamos ao consenso de que havia necessidade de por em prática essas ações. Principalmente, porque o Mercado funciona durante todos os dias da semana e atrai um grande público aos finais de semana, já que é o principal ponto de venda de pescado de Teresina”, pontuou Renato Lopes, gerente de Serviços Urbanos da SDU Leste.

Além da reforma da casa de lixo, que foi executado pelos próprios permissionários, a Superintendência já regularizou o cadastro dos comerciantes e feirantes, normalizou as ligações elétricas, executou a limpeza geral e fez a remoção dos baús velhos e sucatas. “Agora, todos os permissionários ficaram cientes das mudanças e, principalmente, de suas obrigações quanto à higiene e manutenção dos seus espaços. Eles já formaram a associação deles para que todos os problemas do mercado sejam mais bem encaminhados junto à SDU”, explicou o gerente.

Grupo de alunos apresentou na última quarta-feira (13) à equipe da SDU e alguns permissionários o projeto final. “Após levantamento de todos os espaços, principalmente a área do varejo e atacado, incluímos no projeto uma guarita, estacionamento, uma cerca e portões. A reforma de todos os boxes, áreas para conservação dos peixes, banheiros, passeios de acessos, reorganização dos setores, área de vivência, e entre outros. Pensamos também em corredores especiais a fim de melhorar a mobilidade dos fregueses e permissionários”, explicou a professora e orientadora, Aracely Magalhães.

"Estamos felizes com o resultado, pois tivemos muito trabalho para deixar o espaço confortável, organizado e amplo. Fizemos o levantamento completo levando em consideração a rotina dos vendedores, valorizando cada espaço. Esse projeto é uma prévia e não conclusivo, no entanto, depois das últimas sugestões que tivemos na apresentação, vamos fazer os reajustes finais”, contou a professora.

De acordo com o superintendente, João Pádua, o projeto apresentado pelos alunos atendeu as expectativas e agradou a todos. “Eu achei muito bom o projeto, principalmente pela preocupação em atender os permissionários e os clientes. Achei pertinente a apresentação, pois com o feedback, os alunos poderão aprimorar o projeto com as últimas sugestões. Só temos que agradecer o esforço dos alunos e da professora”, pontuou o gestor.

Quanto à execução do projeto, o superintendente disse que vai buscar os recursos necessários para iniciar a obra. “Nosso primeiro passo foi dado que foi a concepção do projeto, agora vamos lutar pelos recursos. Vamos receber o projeto e vamos mandar orçar. Se não conseguirmos o valor total, faremos os serviços por etapas, pois já é um grande avanço”, ressaltou.

Maria Fortunato, presidente da associação dos permissionários, disse está contente com o resultado e feliz com a parceria. “Esse último encontro foi importante, pois nós conhecemos as necessidades do lugar que trabalhamos e com isso podemos repassar nossas necessidades. Além disso, estamos contentes com o projeto e sei que será bom para todos. Se a Prefeitura conseguir fazer os serviços ou completo ou por etapas, já ganhamos muito, pois vai melhorar bastante”, finalizou a presidente.

Comentários