Ciência & Tecnologia

'Canindé Solar' muda a realidade do semiárido no Piauí

Nessa perspectiva, o presente projeto Canindé Solar tem por objetivo principal difundir a tecnologia de energia solar aplicada ao bombeamento no semiárido
Fonte: Albemerc | Editor: Da Redação 13/05/2019 20:46
Projeto Canindé Solar Projeto Canindé SolarFoto: Instituto Solar

O Piauí é um estado com potencial reconhecido nacionalmente para aproveitamento de energia solar. Numa perspectiva de desenvolvimento regional sustentável, a energia solar fotovoltaica pode ser associada a outra riqueza do estado: o lençol freático. O Piauí conta com uma enorme rede de poços subterrâneos localizados em sua maioria na zona rural.

Em 2015, a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) possuía em seu Sistema de Informações de Águas Subterrâneas (SIAGAS) 28.206 poços cadastrados no estado. Nos locais onde não existe abastecimento de energia elétrica de forma convencional, a energia solar fotovoltaica pode ser utilizada para o bombeamento de água, contribuindo, assim, para atividades voltadas para a agricultura familiar.

Nessa perspectiva, o presente projeto Canindé Solar tem por objetivo principal difundir a tecnologia de energia solar aplicada ao bombeamento no semiárido piauiense. Serão realizadas atividades como implantação de sistemas de bombeamento com uso de energia solar; capacitação das pessoas para operação e manutenção destes sistemas; organização de gincanas envolvendo energia solar em escolas no Piauí e participação e colaboração em eventos sociais. Canindé Solar conta com uma equipe de professores, técnico e alunos bolsistas da Universidade Federal do Piauí.

Primeira etapa do Projeto Canindé Solar foi na Comunidade Quilombola Tapera dos Tunicos, Oeiras (Piauí). Projeto executado pelo Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Energia Solar (GIPES), UFPI, com o apoio do @piaui.solar, Cefas, Prefeitura de Oeiras (Secretaria de Agricultura), IFPI, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Oeiras.

Destaque ao envolvimento de toda a comunidade, na liderança da Fabiana. Em breve estarão produzindo com o auxílio de kits de irrigação por gotejamento (uso eficiente da água) e a capacitação do Centro de Formação São Francisco de Assis (Cefas) e a Secretária de Agricultura de Oeiras.

Comentários

Apoio: