Política

Professor de escola pública acusado de pedofilia será afastado

Projeto de lei quer resguardar a integridade física dos alunos do Estado
Fonte: Alepi | Editor: Paulo Pincel 19/02/2019 15:15
Deputado estadual Pastor Gessivaldo Isaías (PRB) Deputado estadual Pastor Gessivaldo Isaías (PRB)Foto: Caio Bruno/Alepi

O professor acusado de pedofilia e que estiver respondendo a processo na Justiça por esse crime será afastado imediatamente das funções até a conclusão do julgamento. A proposta é do deputado estadual Pastor Gessivaldo Isaías (PRB).

O projeto de lei prevê que os professores da rede estadual de ensino, acusados de crimes sexuais praticados contra a criança e o adolecente, deixarão a sala de auala e passarão a exercer atividades administrativas até o fim do julgamento.

O objetivo da lei, segundo o deputado, é resguardar as crianças e adolescentes dessas desse tipo de crime, de modo a evitar a reincidência por parte dos acusados.

“Sabemos que a pedofilia não acontece somente em sala de aula, mas também em casa e em outros lugares, contudo, nesse primeiro momento estamos tratando o que acontece dentro da escola, de um educador tem o papel de ensinar e orientar para combater esse tipo de crime”, justificou o autor da proposição, que foi lido em Plenário e seguiu para a Comissão de Constituição de Justiça(CCJ), onde será analisada a legalidade do projeto, antes dele ser apreciado em outras comissões técnicas.

Comentários