Polícia

Presos por tentar fraudar concurso podem integrar quadrilha

A polícia trabalha com a hipótese de que os presos, que são de outros estados, comporem uma quadrilha de fraude de concursos
Fonte: Roberto Araujo 10/07/2017 16:18
Delegados da Polícia Civil Delegados da Polícia CivilFoto: Roberto Araujo/Piauí Hoje

Em entrevista coletiva na manha desta segunda-feira (10), a Polícia Civil deu detalhes sobre a aplicação da prova do concurso da Polícia Militar neste domingo (09) e das 15 pessoas presas por tentativa de fraude.

Dos 15 presos, cinco são do estado de Pernambuco, cinco são do Ceará, dois são do Pará, dois do Maranhão, e um é da Bahia. O delegado Kleydson Ferreira disse que a polícia está trabalhando com a hipótese de se tratar de uma quadrilha de outros estados: "a gente ainda tá verificando se essas pessoas que foram presas fazem parte de alguma outra quadrilha pertencente a outro estado, mas isso é uma questão que ainda vai ser vista".

De acordo com o delegado geral da Polícia Civil, Riedel Batista, ainda não se sabe se os presos tem antecedentes criminais na prática de crimes contra concursos, mas que estão sendo investigados. “Nós vamos investigar a questão de antecedentes e fraudes em outros concursos do Brasil. Aqui no Piauí foram presas, autuadas em flagrante, e agora vão responder a justiça", disse Riedel.

A Secretaria de Segurança Pública divulgou que oito dos presos já foram liberados após pagar fiança. Os demais estão presos na Casa de Custódia de Teresina.

Mais informações: Gabarito apreendido com candidato do concurso da PM não corresponde ao oficial, diz delegado

Comentários

Matérias Relacionadas